sábado, fevereiro 26, 2011

Elba Ramalho musica "Aconchego". Rock in Rio 1991

Garoas e Tempestades

Há um provérbio que diz:"Quem sai na chuva, sai para se molhar...

"Um dia nosso espírito foi recomendado para vir à terra para encarar desafios...
De uma grande chuva: o Mundo.
E assim chegamos meios despreparados, para os mais diversos tipos de chuvas que nos molhariam e elas cairiam sobre nós.
Molhados por águas limpas e por águas poluídas, nós prosseguimos a nossa jornada, ora sob chuva fina, ora sob tempestades, ora sob terríveis ameaças de afogamentos por "enchentes", eram as horas de "caos".
Enquanto recebemos garoas, orvalhos e chuviscos, é imprescindível que estejamos preparados para as tormentas.
Já que de uma ou outra forma, um dia elas acabam caindo sobre nós, e isso é inevitável.
Essa é a hora de chamar por Deus, e perguntar:" O que desejas do meu espírito agora, Senhor?
Talvez até consigamos no coração a tua resposta: "Quero que ele se lembre que o preparei para muitas interpéries e de que nunca chegarão diferentes daquelas que ele poderia suportar."
Quando reconhecemos as bençãos que nos banham todos os dias, sabemos lidar melhor com os períodos e tormentas.
A vida pode proteger a todos nós e não ter favoritos, mas é válido acreditar que ela é mais generosa com os fortes.
Não há tempestade que derrube quem leva na alma a coragem de viver, porque morrer é sempre mais fácil.
Use a perserverança e a sua coragem de viver, pois o Sol sempre volta a brilhar!


Paz e Luz em seu coração!


Fonte: http://espiritualidade-nocaminhodaluz.blogspot.com/2011/02/garoas-e-tempestades.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+NoCaminhoDaLuz+%28NO+CAMINHO+DA+LUZ%21%29

Terríveis são as lágrimas que derramamos quando não conseguimos justificá-las.

Ela acordou sentindo um vazio enorme, o vazio era como rajadas de vento que vergastavam seus cabelos e sua face. Lágrimas desciam em pequenos filetes até o queixo e a única coisa que ela sabia era que não tinha ideia do por quê estava chorando.

De repente ela acordou com vontade de chorar, passou o dia querendo explodir, gritar e ficar sozinha, mas não conseguiu, seu dia foi uma total correria e enfim, chegada à noite, caminhando pelo parque ela só queria chorar. Chorar, sim, mesmo sem ter motivos aparentes.
Pássaros adejavam ao longe e a atmosfera soturna a deixava triste e angustiada: precisava saber porque ansiou tanto por estas lágrimas durante o dia todo. Entretanto, por mais que tentasse vislumbrar um motivo não conseguia, mas repentinamente, ela descobriu o motivo das lágrimas: ela desejava chorar por todas as vezes que prendeu as lágrimas, desejava chorar por ter se mostrado forte quando na verdade tremia de medo. Ela chorava porque queria ser realmente quem era: frágil, corajosa, simplesmente Ela...


[Camila Márcia]


“Tenho medo do que é novo e tenho medo de viver o que não entendo – quero sempre ter a garantia de pelo menos estar pensando que entendo, não sei me entregar à desorientação.” (Clarice Lispector)

Fonte: http://devaneiosfugazes.blogspot.com/2011/02/terriveis-sao-as-lagrimas-que.html

Luz

SABEDORIA DOS ANJOS

com Sharon Taphorn
22 de Fevereiro de 2011


Concentre a sua luz em seu resultado desejado!
Enquanto a sua luz se torna mais forte e mais clara, um resultado feliz acontecerá em um futuro muito próximo. Peça aos seus Anjos para preenchê-lo com mais luz, pois ela contém informação espiritual e sabedoria. Estas são as chaves para o Universo e trazem amor e paz, bem como desbloqueiam a sabedoria dentro de você.
Deixe a sua luz brilhar em todas as suas criações e as envolva com expectativas positivas. Tenha paciência e fé, não tente forçar as coisas a acontecerem, apenas deixe que elas se revelem como deveriam para o bem de todos. Descanse, relaxe e aprecie o processo da criação, pois isto é verdadeiramente o seu propósito.

Afirmação: “Eu sou Luz”.
Você é ternamente amado,

Os Anjos
 
Fonte: http://fraternidadebranca-luzdanovaera.blogspot.com/2011/02/luz.html

A arte de não adoecer


Se não quiser adoecer - "Fale de seus sentimentos"

Emoções e sentimentos que são escondidos, reprimidos, acabam em doenças como: gastrite, úlcera, dores lombares, dor na coluna. Com o tempo a repressão dos sentimentos degenera até em câncer. Então vamos desabafar, confidenciar, partilhar nossa intimidade, nossos segredos, nossos pecados.O diálogo, a fala, a palavra, é um poderoso remédio e excelente terapia.
Se não quiser adoecer - "Tome decisão"
A pessoa indecisa permanece na dúvida, na ansiedade, na angústia. A indecisão acumula problemas, preocupações, agressões. A história humana é feita de decisões. Para decidir é preciso saber renunciar, saber perder vantagem e valores para poder ganhar outros. As pessoas indecisas são vítimas de doenças nervosas, gástricas e problemas de pele.
Se não quiser adoecer - "Busque soluções"
Pessoas negativas não enxergam soluções e aumentam os problemas. Preferem a lamentação, a murmuração, o pessimismo. Melhor é acender o fósforo que lamentar a escuridão. Pequena é a abelha, mas produz o que de mais doce existe. Somos o que pensamos. O pensamento negativo gera energia negativa que se transforma em doença.
Se não quiser adoecer - "Não viva de aparências"
Quem esconde a realidade finge, faz pose, quer sempre dar a impressão que está bem, quer mostrar-se perfeito, bonzinho etc., está acumulando toneladas de peso... uma estátua de bronze, mas com pés de barro. Nada pior para a saúde que viver de aparências e fachadas. São pessoas com muito verniz e pouca raiz. Seu destino é a farmácia, o hospital, a dor.
Se não quiser adoecer - "Confie"
Quem não confia, não se comunica, não se abre, não se relaciona, não cria liames profundos, não sabe fazer amizades verdadeiras. Sem confiança, não há relacionamento. A desconfiança é falta de fé em si, nos outros e em Deus.
Se não quiser adoecer - "Aceite-se"
A rejeição de si próprio, a ausência de auto-estima, faz com que sejamos algozes de nós mesmos. Ser eu mesmo é o núcleo de uma vida saudável. Os que não se aceitam são invejosos, ciumentos, imitadores, competitivos, destruidores. Aceitar-se, aceitar ser aceito, aceitar as críticas, é sabedoria, bom senso e terapia.
Se não quiser adoecer - "Não viva sempre triste"
O bom humor, a risada, o lazer, a alegria, recuperam a saúde e trazem vida longa. A pessoa alegre tem o dom de alegrar o ambiente em que vive.


"O bom humor nos salva das mãos do doutor".


Alegria é saúde e terapia!


DR. DRÁUZIO VARELLA

As 7 energias magicas da cura

 A primeira energia é a energia da Responsabilidade, que é a habilidade de responder. A criança é do modo que é porque vocês não sabem responder a ela, assim agradecendo ao Divino pelo milagre e pelo presente da energia da responsabilidade, o Universo virá a vocês e lhes dará a informação, o conhecimento, e a sabedoria, para que sejam capazes de tratar esta criança. A responsabilidade se correlaciona com o Chacra Coronário.
A segunda energia é a energia da Desculpa. A criança precisa saber que está sendo ouvida; a energia da desculpa acessará a criança de modo que ela seja receptiva. Vocês sabem quando uma criança está realmente ferida; tudo o que ela quer fazer é repeli-los; ela não quer ser tocada, assim ela os rechaça. A energia da desculpa fluirá para a criança e dissipará esta necessidade de repeli-los. Este aspecto da criança que os está repelindo está repelindo o Divino, não permitindo que o amor divino flua e entre. A desculpa se correlaciona com o terceiro olho.
A terceira energia é a energia do Perdão. Assim por causa da desculpa, a criança se abre para perdoar e receber o perdão. O perdão se correlaciona com o Centro da Comunicação.
A quarta energia é a energia do Amor e sempre invocamos estas energias ao agradecermos ao Divino pelo milagre e pelo presente da energia daquilo que for, do amor neste caso. Tornar o seu Deus suficientemente poderoso para curar esta criança, interrompe este padrão de comportamento que não mais funciona para vocês. O amor se correlaciona com o Chacra Cardíaco.
A quinta energia é a energia da Entrega: entreguem todos estes comportamentos que não funcionam. Entregar significa vencer. Vocês estão entregando o que não funciona. A entrega vem do Centro Plexo Solar – o seu centro de poder. Quanto mais vocês entregam, mais poderosos vocês são.
A próxima energia (sexta) é a energia da Gratidão e esta energia não deve nunca ser subestimada. A Gratidão é graça; tem tudo a ver com a criação. Quanto mais vocês estiverem criando na vontade divina, mais alegria, felicidade e êxtase há em sua vida. Naturalmente esta está no Chacra da Criação.
A energia final (sétima) é da energia do Deixar Ir. É como uma árvore no outono que deixa ir as suas folhas. Se a árvore não deixar ir as suas folhas, isto impediria o seu desenvolvimento. Eventualmente a árvore morreria. Assim a energia do deixar ir é o elixir da vida. Deixar ir não é repelir algo: é deixar ir o que não serve mais. Deixar ir é maravilhoso, apenas deixem ir. Nós precisamos estar abertos, de modo que possamos ser livres. Deixar ir se correlaciona com o Chacra Básico.


Sílvia Rêgo

Fonte: http://www.3milenio.inf.br/108/_artigo108d.htm

Fonte: http://padmashanti.blogspot.com/2011/02/as-sete-energias-magicas-da-cura.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+LuzDaAlma+%28Luz+da+Alma%29

A confusão é um estado de mudança e conversa


Disseram a Osho: Osho, eu acho que penso claramente, mas no fundo eu apenas vejo confusão. Às vezes eu penso que sei, mas descubro que nada sei. Eu apenas achava que sabia.

Aprenda a viver com a confusão.
Não tenha pressa para concluir.
A confusão não é necessariamente algo errado.
Não a rotule como sendo confusão.
Rotular é errado.
Algumas vezes um rótulo errado pode criar muitos problemas.
Isso não é realmente confusão: é um estado de transição, de mudança. Você se desenraizou do velho solo e está procurando pelo novo, e entre os dois, isso acontece. Isso não é confusão, isso é apenas um hesitante estado de crescimento.
Isso é crescimento e sempre que existe crescimento costuma-se rotular como confusão. Mas ao rotular como confusão, você está interpretando errado e começará a tentar resolver de algum jeito.
Se você chamar isso de crescimento, então não haverá pressa em resolver. Na verdade, você terá que dar suporte a isso, pois é crescimento. Se chamar de confusão, você estará condenando e terá que encontrar uma maneira de sair disso.
Não há necessidade de sair disso; aprenda a viver com isso.
Aprenda a viver com todos os tipos de estados que estarão surgindo.
E se algumas vezes for confusão, o que há de errado na confusão?
Nos ensinaram erradamente que devemos ser absolutamente claros.
Somente os tolos conseguem ser absolutamente claros, somente os tolos estão certos.
A confusão é natural: ela é o caos criativo dentro de você.
É somente a partir desse caos que a criatividade começa.
Chame isso de caos criativo, não chame de confusão.

OSHO
 
Fonte: http://avivarconsciencia.blogspot.com/2011/02/osho.html

Mensagem Reflexiva Ser Transparente 2.

sexta-feira, fevereiro 25, 2011

INTERPRETAÇÃO DE SONHOS



Uma mensagem dos Registros Akáshicos

canalizada por Jen Eramith MA,
em 24 de janeiro de 2011
Como podemos interpretar e entender nossos sonhos?A chave para interpretar seus sonhos é aprender a reconhecer e entender sua própria linguagem interna. Sua linguagem espiritual interna baseia-se no significado que você associa a símbolos e ações. Você encontrará muitos dicionários diferentes de simbologia de sonhos e outros recursos externos para analisar seus sonhos. Todos eles podem lhe ser útil, mas em última instância, a verdade sobre seus sonhos emergirá quando você explorar seu próprio significado pessoal. Por exemplo, digamos que um dicionário de sonhos lhe diga que um tornado nos sonhos representa caos. Mas quando você se pergunta qual é a primeira coisa que lhe vem à mente quando pensa em tornado, percebe que é agitação. Então, o tornado nos seus sonhos está lhe falando sobre agitação. Pode ser que esteja lhe falando sobre agitação e caos e como eles coexistem, mas sempre inclui o significado pessoal que você dá ao símbolo.


Você deve sempre procurar primeiro a sua linguagem pessoal, o significado que você dá ao mundo à sua volta. Este é o primeiro princípio e o mais importante para a interpretação de sonhos. Este também é o primeiro e mais importante princípio para interpretar seus próprios Registros Akáshicos ou sua própria intuição. É importante sempre perguntar primeiro a si mesmo: “O que isto significa para mim? Que palavras vêm à minha mente quando eu penso nisto? Que sentimentos afloram? Associo isto a alguma cor ou cheiro ou a uma lembrança em particular da minha vida?” Quando você recebe informação dos seus sonhos, ela vem através da sua mente com base na sua linguagem espiritual pessoal, por isto o significado pessoal que você dá as coisas deve ser explorado em primeiro lugar.

Aqui está um exercício que pode ser usado para encontrar sua linguagem pessoal. É sempre útil decompor seus sonhos em elementos simples.
Faça uma lista dos objetos que aparecem no seu sonho. Faça uma lista das pessoas ou personagens que aparecem no seu sonho. Faça uma lista simples dos eventos que ocorrem. Assegure-se de que seja simples – apenas duas ou três palavras que os descrevam. Desmembre-os em elementos simples e depois faça um exercício de livre associação, escrevendo, para cada um desses elementos, as quatro ou cinco primeiras palavras que lhe vierem à mente. Por exemplo, se você viu um pássaro no seu sonho, escreva “pássaro” na sua lista e, em seguida, ao lado dele, escreva uma lista de cinco palavras que vêm à sua mente quando você pensa em pássaros. Pensa em liberdade? Alegria? Leveza? Ou pensa que eles são assustadores? Imprevisíveis? Sábios? O que quer que venha à sua mente escreva-o ao lado do símbolo original – sem nenhum julgamento, e não precisa fazer sentido. Não julgue o que está vendo porque senão você poderá perder alguma parte da informação. Se fizer este exercício, analisando cada elemento separadamente, você poderá começar a entender alguns dos recados embutidos no seu sonho. Digamos que você associe pássaros com liberdade e que o pássaro do seu sonho esteja voando para longe. Neste caso, talvez esse sonho esteja lhe dizendo que você está perdendo sua liberdade. Este exercício funciona melhor se você conseguir fazer símbolos o mais simples possível. Objetos, personagens e ações são símbolos, assim como cores, movimentos (para cima e para baixo, por exemplo) e outros elementos descritivos.
Finalmente, é sempre útil considerar que cada elemento do sonho é um aspecto de você mesmo. É possível que às vezes você tenha sonhos proféticos, nos quais receba informações sobre outras pessoas ou sobre o que vai acontecer com elas, mas, em 90% dos casos, seus sonhos estão lhe dando informações sobre você mesmo. Eles estão lhe falando sobre aspectos de si mesmo e da sua jornada. Então, em geral você pode considerar que qualquer pessoa, objeto ou situação que ocorra nos seus sonhos seja um aspecto seu. Se viu sua irmã no sonho, explore o significado que você dá a ela e depois se pergunte como essas coisas fazem parte de você. O que sua irmã fez no seu sonho está lhe contando como essas suas partes estão se comportando ou como estão funcionando na sua vida.

Estes são os princípios básicos que você pode aplicar para a interpretação de sonhos. Depois, quando estiver pronto, poderá aplicar estes mesmos princípios à interpretação da sua intuição, incluindo as informações que vêm dos Registros Akáshicos. Lembre-se sempre que todos os livros e outros recursos que ajudam a interpretar sonhos podem ser úteis, desde que você ouça primeiro a sua linguagem pessoal. Então perceberá que os recursos externos como livros lhe darão insights adicionais e enriquecerão sua interpretação. Mas assegure-se de escolher livros e outros materiais que lhe sejam apropriados e deixe os outros de lado. Divirta-se! A interpretação de sonhos pode ser incrivelmente divertida e curiosa. Não se preocupe muito em acertar. Deixe que seja uma exploração daquilo que é seu por direito de nascença – enxergar além do véu e entender!


Os Artigos “Os Registros Akáshicos sobre…” são canalizados dos Registros Akáshicos por Jen Eramith MA para Akashic Transformations (http://www.akashictransformations.com). Nós o encorajamos a compartilhar esta mensagem com seus amigos e entes queridos, desde que mantenha seu conteúdo completo e que todos os créditos sejam dados à autora.


Tradução de Vera Corrêa veracorrea46@ig.com.br
http://www.luzdegaia.org/outros/diversos/sonhos.htm

Fonte: http://portaldosanjos.ning.com/group/sonhos/forum/topic/show?id=3406316%3ATopic%3A419558&xgs=1&xg_source=msg_share_topic

terça-feira, fevereiro 22, 2011

Seja Gentil

A vida é repleta de pequenas gentilezas, tão sutis quanto marcantes no nosso cotidiano.
O jardim florido oferece um colorido para a paisagem, o sol empresta suas cores para o céu antes de se pôr, a borboleta ensina suavidade e leveza para quem acompanha seu voo.
A gentileza tem essa característica: sutil mas marcante, silenciosa e ao mesmo tempo eloquente, discreta e contundente.
O portador da gentileza o faz pelo prazer de colorir a vida do próximo com suavidade, para perfumar o caminho alheio com brisa suave que refresca a alma.
A gentileza tem o poder de roubar sorrisos, quebrar cenhos carregados ou aliviar o peso de ombros cansados pelas fainas diárias.
E ela se faz silenciosa, algumas vezes tímida, inesperada na maioria das vezes, surpreendendo quem a recebe.
A gentileza não se pede, muito menos se exige...
É presente de almas nobres, presenteando outras almas, pelo simples prazer de fazer o dia do outro um pouco mais leve.
Você já experimentou o prazer de ser gentil?
Experimente oferecer o seu bom dia a quem encontrar no ponto de ônibus, no elevador ou no caixa do supermercado.
Mas não o faça com as palavras saindo da boca quase que por obrigação.
Deseje de sua alma, com olhos iluminados e o sorriso de quem deseja realmente um dia bom, para quem compartilha alguns minutos de sua vida.
A gentileza é capaz de retribuir com nobreza quando alguém fura a fila no supermercado ou no banco, com a sabedoria de que alguns breves minutos não farão diferença na sua vida.
Esquecemos que alguns segundos no trânsito, oferecendo a passagem para outro carro, ou permitindo ao pedestre terminar de atravessar a rua não nos fará diferença, mas facilitará muito a vida do outro.
E algumas vezes, dentro do lar, a convivência nos faz esquecer que ser gentil tempera as relações e adoça o caminhar.
E nada disso somos obrigados a fazer, mas quando fazemos, toda a diferença se faz sentir... A gentileza se faz presente quando conseguimos esquecer de nós mesmos por um instante para lembrar do próximo.
Quando abrimos mão de nós em favor do outro, por um pequeno momento, a gentileza encontra oportunidade de agir.
Ninguém focado em si mesmo, mergulhado no seu egoísmo, encontra oportunidade de ser gentil.
Porque, para ser gentil, é fundamental olhar para o próximo, se colocar no lugar do próximo, e se sensibilizar com a possibilidade de amenizar a vida do nosso próximo. Se não é seu hábito, exercite a capacidade de olhar para o próximo com o olhar da gentileza.
Ofereça à vida esses pequenos presentes, espalhando aqui e acolá a suavidade de ser gentil. E quando você menos esperar, irá descobrir que semear flores ao caminhar, irá fazer você, mais cedo ou mais tarde, caminhar por estradas floridas e perfumadas pela gentileza que a própria vida irá lhe oferecer.
Paz e Luz em seu coração!


Fonte: http://espiritualidade-nocaminhodaluz.blogspot.com/2011/02/seja-gentil.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+NoCaminhoDaLuz+%28NO+CAMINHO+DA+LUZ%21%29

Cultive este hábito!

Você faz o mesmo trajeto, todos os dias, de sua casa para o trabalho, para o estudo, ou para qualquer outra atividade?

Se a resposta é sim, faça um teste: tente lembrar se, nesse trajeto, há árvores.
E, mais, se essas árvores têm flores em alguma época do ano.
Novamente, se a resposta for sim, você lembra de que cor são essas flores?
Talvez alguns possam responder a essas perguntas dizendo que, no caminho para o trabalho ou estudo estão absortos em suas preocupações, e não é possível apreciar algo à sua volta.
Outros poderiam dizer que, preocupados com o trânsito, ao dirigir, não podem se distrair com a paisagem.
Na verdade, grande número de pessoas, imersas na rotina das grandes cidades fazem, da correria do dia a dia, uma forma de vida, e fecham-se em um mundo só seu.
Não há nada que nos impeça de contemplar plantas, praças e jardins da janela do carro ou do ônibus que usamos diariamente.
Se estamos dirigindo, há sempre um sinal vermelho que nos permite olhar para os lados.
Muitas pessoas acreditam que o contato com a natureza só se dá em passeios de fim de semana ou nas viagens de ecoturismo.
Dessa forma, acabam por não valorizar os momentos diários.
Na verdade, qualquer contato com plantas, seja em pequenos vasos, seja em amplos e belos jardins, seja em uma praça ou em um parque, pode nos proporcionar prazer.
O perfume das flores pode nos trazer lembranças muito caras.
Cultivar plantas é um hábito extremamente saudável.
Se você não lembra da natureza que se mostra em seu trajeto diário, faça um teste.
A partir de hoje, procure olhar para os lados.
Com certeza você se surpreenderá...
Dedique-se a prestar atenção às emocionantes explosões de flores nos jardins, prados e bosques, como tapetes vivos e guirlandas de variadas cores para embelezar nosso ambiente planetário.
Integre-se às belezas do seu mundo e valorize-o.
Afinal você é parte dele!


(Momento Espirita)

A Prática da Presença de Deus!


- Certa vez, quando estava meditando, ouvi Sua voz sussurrando: "Tu dizes que Eu estou distante, mas é porque não te interiorizas. É por isso que dizes que estou longe. Eu estou sempre aqui. Espia o teu interior e Me verás. Estou sempre aqui, pronto para te saudar."
- Quando meditares, mergulha tua mente em Deus. E quando estiveres trabalhando  faze-o com todo o coração. Mas assim que terminares, põe tua mente no Senhor.
Quando aprenderes a praticar a Presença de Deus em todos os momentos em que estiveres livre para pensar Nele, então, mesmo no meio do trabalho, estarás consciente da comunhão divina.
- Por onde quer que a tua mente perambule no labirinto das miríades de pensamentos mundanos, pacientemente leva-a de volta à lembrança do Deus interno. Com o tempo tu O acharás sempre contigo - um Deus que fala contigo na tua própria linguagem, um Deus que te observa de cada flor ou folha de grama. E então dirás: "Sou livre! Estou vestido com o manto diáfano do Espírito; estou voando da terra ao céu nas asas de luz". E que alegria consumirá o teu ser!
- Deus é acessível. Falando com Ele e ouvindo Suas palavras nas Escrituras, pensando Nele, sentindo Sua presença na meditação, verás que gradualmente o irreal se torna real e o mundo que te parece real será percebido como irreal. Não há alegria igual a esta percepção.
- Embora eu esteja planejando e fazendo coisas neste mundo, tudo tem por objetivo agradar o Senhor. Eu me ponho à prova, mesmo trabalhando, murmuro interiormente: "Onde estás, Senhor ?" e o mundo inteiro se transforma. Não existe nada mais além de uma grande Luz e eu sou uma pequena bolha naquele Oceano de Luz. Tal é a alegria da existência em Deus.
- Como é fácil preencher o dia com tolices e como é difícil ocupá-lo com atividades e pensamentos que valham a pena. Contudo, Deus não está muito interessado no que estamos fazendo, mas no que estamos pensando. Cada um tem uma dificuldade diferente, no entanto Deus não aceita desculpas. Ele quer que a mente do devoto esteja absorta Nele, apesar de quaisquer circunstâncias adversas.
- Reze a Ele: "Senhor, Tu és o Mestre da criação, por isto eu venho a Ti. Não desistirei jamais, até que fales comigo e me faças perceber a Tua presença. Não viverei sem Ti."
- Não pode haver desculpas para não pensar em Deus. Dia e noite, sussurrando por trás dos pensamentos, Deus ! Deus ! Deus !... Quer estejas lavando pratos, cavando uma valeta, trabalhando num escritório ou num jardim - qualquer que seja a tua atividade - diz internamente: "Senhor, manifesta-Te a mim! Tu estás aqui mesmo. Tu estás no sol. Tu estás na relva. Tu estás na água. Tu estás nesta sala. Tu estás no meu coração".
- Qualquer que seja a direção em que gires uma bússola, seu ponteiro indicará sempre o norte. Assim é o verdadeiro yogue. Ele pode estar imerso em muitas atividades, mas a sua mente está sempre no Senhor. Seu coração canta sempre: "Meu Deus, meu Deus, o mais querido de todos!".
- Quando vires um lindo por do sol, pensa contigo mesmo: "É Deus pintando o céu". Ao fitar o rosto de cada pessoa que encontrares pensa interiormente: "É Deus que assumiu esta forma". Aplica esta linha de pensamento a todas as experiências: "O sangue no meu corpo é Deus, a razão na minha mente é Deus, o amor em meu coração é Deus, tudo o que existe é Deus".


Fonte: http://padmashanti.blogspot.com/2011/02/pratica-da-presenca-de-deus.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+LuzDaAlma+%28Luz+da+Alma%29

Explorando o tema do Destino

Eu devo, Posso, posso?

Destino é o roteiro pré-escrito de nossa vida, mas é realmente uma diretriz para as energias que temos que transformar a nossa vida. Não é o destino que nós temos que superar, mas algumas crenças muito fortes sobre como nós nos punir por nossos "pecados". Mais importante é a idéia de que precisa da permissão de alguém, incluindo Deus, perdoar a nós mesmos, liberar o passado e considerar outras opções de destino livre para a nossa vida. O fato de que estamos a considerar outras opções, significa que estamos prontos para eles.
O que temos que aprender é que ninguém vai nos dar a permissão ou a garantia de que seremos bem sucedidos. A única coisa que temos a fazer é estar dispostos a tentar.
Quando podemos fazer a pergunta, estamos prontos para a resposta. Então, a pergunta "devo fazer isso" significa que já houve uma mudança energética em torno da situação e estamos prontos para outra coisa. A mudança é normalmente alimentada pela coragem falsa, quando estamos cansados, frustrados ou com raiva o suficiente para permitir que isso aconteça. A pergunta "posso fazer isso" é o nosso primeiro ponto de discórdia. Se tivermos feito as coisas de certa forma por tanto tempo, podemos fazer algo diferente? Nós não 'sabe até tentar a menos que estejamos dispostos a tentar nunca saberemos.
A questão mais difícil é "Posso fazer isso", e este é o lugar onde buscamos orientação e apoio a quem quiser ouvir. Nós podemos falar com amigos e família, a nossa equipe de orientação espiritual e nós mesmos sobre o que pretendemos fazer e como queremos fazer isso, mas nós estamos olhando realmente para a permissão e validação. Será que alguém nos diga que é uma boa idéia e, em seguida, preparar o caminho para nós? Nossos defensores dos nos dará o seu parecer, os nossos adeptos espiritual pode ser silencioso, porque eles sabem que não precisam de permissão. E se continuo a perguntar para ele, vamos receber a confirmação do nosso medo e falta de confiança.
Com a ascensão estamos saindo do caminho do destino em uma de nossa própria escolha, longe das limitações e medo de fazer o que sempre fizeram (e esperar um resultado diferente) para colocar as nossas energias no sentido de criar o resultado que queremos. Esta é a manifestação e isso acontece quando damos um passo a nossa de nossa culpa e vergonha energias, fazer o trabalho de cura e, em seguida, deixá-lo ir todos para que possamos estar em um caminho diferente. Nós não precisamos de permissão de ninguém, exceto nós mesmos, de olhar para a nossa vida e perceber que nós não gostamos do que vemos, em seguida, tomar as medidas, começando com nossas crenças sobre merecendo mais alegre, o futuro pacífico e amoroso e liberando nos do caminho do destino, para mudá-lo.


O destino e Densidade


A vida é o veículo através do qual a nossa alma nos ajuda a concluir o nosso trabalho de cura. Através deste processo, a experiência de vida como destino, até que possamos encontrar um caminho mais elevado para a nossa expressão energética. O caminho da densidade está dentro da terceira dimensão para sua apresentação inicial será na energia de medo porque esse é o fundamento da terceira dimensão. Então é de se admirar que o destino palavras e densidade são tão semelhantes?
Quando a energia é densa que vibra em uma freqüência baixa, é pesado, sente-se espessa, é difícil passar por ele e ele é pegajoso. É por isso que dizemos que sente "preso" quando temos um problema que não consigo resolver. Estamos dentro de um aspecto do nosso destino, cuja energia é baixo e sem o conhecimento de que uma vibração mais elevada é necessária para mover-nos com ele, podemos ficar presos por um longo tempo. Nosso destino nos levou para dentro da densidade e está esperando que passemos a uma velocidade superior.
Se seu carro já foi preso na lama ou neve, você sabe que tentar sair empurrando o pedal do acelerador apenas gira as rodas. Algo precisa ficar entre as rodas eo solo, a fim de conseguir "descolar" o carro. Isso é da mesma forma nós temos em termos de densidade, alguma coisa precisa ficar entre nós e nosso destino, a fim de avançar. Agora que nós sabemos isso, que nós fazemos? O que podemos colocar entre nós ea densidade do nosso destino para mudar o curso do nosso caminho?
Destino é ligar para a nossa cura da alma e do nosso estado é preso em densidade ou livre dele. Quando estamos presos tentamos mover e girar as nossas rodas, porque temos de trabalhar mais esperto, não mais. Não podemos empurrar nosso caminho para fora do caminho de destino e nós sabemos isso porque é a primeira coisa que nós tentamos. Mas há uma maneira rápida de densidade (e destino) e que está usando a nossa luz e recursos internos para mudar a nossa energia. Então podemos, literalmente, voar para fora do nosso caminho e destino em uma vibração mais gratificante, mais elevado. A pergunta a fazer é "o que eu quero em vez deste" e que abre as portas para novas possibilidades que irá mover-nos para fora da densidade e destino e no caminho da criação.


Seu destino, ou sua vida


"Destino" é uma palavra que pode inspirar uma série de emoções e reações. Se tivermos sucesso, podemos chamar isso de destino. E se não somos, podemos chamar isso de destino também. Em muitas maneiras o destino pode se tornar uma desculpa para nossos fracassos e erros, porque, afinal, não é o destino do caminho pré-escrita de nossas vidas? Como é que podemos discutir com o caminho que o Universo tem traçado para a nossa vida? Mas, na realidade, como podemos não discutir com ele porque a escolha se resume a isso, quer viver o nosso destino ou vivemos a nossa vida.
Nós podemos viver nossa vida através de destino mas o destino não é o caminho que o Universo tem traçado para nós, muito longe disso. O destino é o caminho que, através do nosso karma e história emocional não resolvida, criamos para nós mesmos, mas ele não é gravada na pedra em qualquer lugar exceto em nossos corações e mentes. Cada passo em nosso caminho, que inclui tudo o que fazemos e todos nós nos encontramos, faz uma pergunta, vamos viver o nosso destino ou a nossa vida. Porque quando o destino é um caminho de vida em potencial, não é a nossa vida. E a nossa vida pode incluir as opções de destino mas não está limitado a eles, embora seja limitado por elas.
Esta é uma das coisas mais importantes que podemos entender sobre a vida e viver. Nosso destino é sempre uma opção, pois é o caminho pré-escrito para a nossa vida, que inclui o nosso karma e conexões de grupo de alma. Seguindo este caminho é semelhante a comer a mesma comida todos os dias e nunca mudar o menu. Estamos comendo e nutrir nosso corpo, mas como isso é feito é extremamente previsível. Uma vez que tenhamos o desejo de fazer algo diferente, não importa quão pequeno ele é, começamos a abrir para outras possibilidades. Não temos certeza de como vai sair, porque estamos abrindo um novo caminho de vida e opção. E é assim que escolher entre o destino ea nossa vida.
Destino é uma forma de vida, mas podemos olhá-la como uma opção junto com outras opções. É o destino de casar com uma certa pessoa e depois do divórcio? Sim, mas podemos escolher se casar com outra pessoa e evitar que o caminho completo. É o nosso destino de ser rico e bem sucedido? Pode ser, mas esse resultado depende das escolhas que fazemos, as ações que tomamos, o nosso nível de auto-confiança e como nós interpretamos o que acontece em nossa vida. O destino pode ser o nosso caminho de vida como um trampolim para a mudança, onde nós escolhemos um resultado que é a expressão máxima do nosso caminho de vida. O que você vai escolher para a sua vida?


O Objetivo do Destino


Eu sou sempre questionado sobre o propósito da vida pelos clientes, porque sabem que há algo melhor para eles, algo além da dor, drama, medo, confusão e caos que eles estão experimentando em suas vidas. Eles acreditam que em algum lugar no futuro, é uma luz que lhes mostre o caminho para uma vida melhor, mais efeito-ful. E eles estão certos, mas a luz não é sempre que eles pensam que é. E entre a luz distante eo local onde eles estão, neste momento é o caminho cujas escolhas irão determinar como a sua finalidade se desdobra.
Nosso propósito de vida é a nossa missão de cura, não há outro caminho para nós até que reconhecer, aceitar, a cura ea libertação este aspecto muito importante da nossa vida. Porque é a única razão pela qual estamos aqui. Todo relacionamento difícil, situação de vida difícil, ato imperdoável, surpreendendo evento, a traição ea bênção desempenha um papel no nosso propósito de vida. Assim, nosso objetivo é sempre em frente de nós. O que fazemos, como reagimos e como usamos essa informação determina se o nosso objetivo se desdobra no caminho do destino ou de criação.
O destino é o nosso caminho no passado, a criação é o nosso caminho do futuro. Nós escolhemos o caminho que estamos com todas as escolhas, decisões, ação e pensamento. Não existe uma fórmula mágica para entender o nosso propósito de vida, estamos sempre de propósito. O que muda, no entanto, é se esse efeito segue o caminho de destino ou criação. Porque não há nada que se deve fazer em qualquer vida, é um processo de transformação. possibilidades de cura são apresentados a nós e do ponto de vista de um universo não-julgamento, nós podemos curá-los ou não, dependendo do nosso nível de crescimento da alma e da cura que são capazes de fazer.
Ninguém e nada, vai obrigar-nos a seguir qualquer caminho. O caminho da criação pode ser muito mais confortável e gratificante do que o de nosso destino, mas temos que escolher o caminho de menor resistência, se vamos segui-lo. Não há nada que diz que "ter" para fazer qualquer coisa e muitas pessoas não o fazem. Eles esquecem que somos seres espirituais vivendo uma experiência humana, que o nosso percurso de vida não é sobre a acumulação de riqueza ou poder, que estamos aqui para a cura e conexão. E isso é bom para eles. Mas o que estamos fazendo? Se sentar e esperar para o nosso propósito de ser revelado, podemos perguntar-nos porque temos a mesma experiência de vida, uma e outra vez, e culpar o Universo. Mas este é o nosso sinal de que estamos seguindo o nosso propósito e destino de uma chamada para explorar a criação, para mudar a nossa energia e a perspectiva, para aprender a perdoar, libertar e curar para que possamos criar um novo propósito que deixa para trás o destino e permite-nos para a etapa frente em uma brilhante futuro, nova e promissora que criamos, um passo, de pensamento, decisão e escolha, ao mesmo tempo.



Fonte: http://euescolhoaluz.blogspot.com/2011/02/explorando-o-tema-do-destino.html

Aprendi


Aprendi que o tempo cura...
Que a mágoa passa...
Que decepção não mata!
Que hoje é reflexo de ontem...
Que os verdadeiros amigos permanecem!
Que os falsos, graças à Deus, vão embora!
 E que a dor fortalece!
Que a saudade apenas diminui a proporção da dor...
...mas tudo passa!
Às vezes tudo arrasa, tudo machuca, nos faz sofrer.
 Mas saiba que...
É importantíssimo saber que cada dor, cada decepção
 é incrivelmente necessário para nosso amadurecimento.
Apesar de difícil, superar é importante, 
pois cair é humano e levantar-se é divino.’

(AUTOR DESCONHECIDO)


Ama, serve, confia!


Se a provação te aflige, Deus te conceda paz.
Se o cansaço te pesa, Deus te sustente em paz.
Se te falta a esperança, Deus te acrescente a paz.
Se alguém te ofende ou fere, Deus te renove em paz.
Sobre as trevas da noite, O Céu fulgura em paz.
Ama, serve e confia.

Amor, amar...


Na verdade, tudo parece tão fácil e simples antes do primeiro amor, mas de repente, tudo muda, o que é engraçado, louco e frustrante é que mesmo sofrendo por amor, depois de conhecê-lo não conseguimos mais parar de amar... Nem que seja para sofrer e quebrar a cara... Amar, mesmo com os sofrimentos ainda torna-se sublime, pelo fato de que nos deixamos um pouco de lado para viver na expectativa de fazer o outro feliz. O amor é o sentimento em que a dedicação e o outro tornam-se mais importantes do que nossas próprias vontades...





Fonte: http://devaneiosfugazes.blogspot.com/2011/02/na-verdade-tudo-parece-tao-facil-e.html

domingo, fevereiro 20, 2011

Nada fica sem resposta

A vida nos cobra tomar decisões constantemente.
Cada escolha determina um fato no futuro.
Cada fato, uma vivência inadiável.
Cada experiência, uma mudança imposta.
Escolher é fácil quando nossos sentimentos
e ilusões não estão envolvidos.
Somos livres para escolher nossas ações
 mas prisioneiros de suas conseqüências.
Todo momento é decisivo.
Temos que decidir sempre entre o que é bom
 e o que é mau, entre nossas ambições desmedidas
e nosso bom senso interior.
Por isso é preciso descobrir se teremos a coragem
de ficar do lado de nossa alma
ou se preferimos mentir para nós mesmos.
Mas, seja qual for a nossa escolha,
 lembremos que "nada fica sem resposta".

- Luiz Gasparetto -

Dando Compaixão

Por Lady kwan Yin Canalizado através de Natalie Glasson 13 de fevereiro de 2011


A todas as jóias sagradas de luz sobre a Terra, eu envio as minhas bênçãos, o meu amor e a minha compaixão. Eu os envolvo na energia da deusa do amor terno e mantenho dentro da minha mente a imagem de vocês, existindo na Terra como o seu verdadeiro ser divino, com coragem e reverência.
Eu lhes abro o meu coração agora e permito a orientação que o Criador me encoraja a compartilhar com vocês para fluir como uma lufada de ar fresco para inspirar a sua mente e o seu coração. Peço somente que vocês mantenham a intenção de manter a mente e o coração abertos a fim de aceitar e assimilar a vibração da sabedoria que eu desejo compartilhar com vocês.
É o seu gracioso e divino livre arbítrio que lhes permite escolher se querem incorporar a vibração ou não.
A energia da compaixão é necessária na Terra agora a fim de apoiar as áreas onde o caos e a dor estão vivos, seja dentro dos países ou dos indivíduos em todo o mundo.
A compaixão é uma dádiva sagrada que uma pessoa pode dar com um coração aberto ao outro para ajudar na cura; ela pode agir como um apoio ou um conforto que permite que a alma desperte para a Presença do Criador e a verdade que vocês podem revelar.
Não importa se a pessoa é um ente querido ou um estranho, se vocês a dão a um grupo, ou a um país, a compaixão pode ser compartilhada com grande intensidade, criando muitos milagres celestiais.
A compaixão é um pensamento, uma intenção e compreensão, que podem ser transmitidos tão amplamente quanto sentirem ser apropriado; ela nem mesmo tem que ser limitada àqueles que estão sofrendo, mas pode ser dada como uma dádiva àqueles que estão atingindo a sua iluminação.
Muitas pessoas acreditam que elas estão ainda experienciando aspectos do sofrimento até quando elas estão se reconhecendo como se tornando iluminadas e unidas ao Criador. Há verdade nisto, pois não somos verdadeiramente livres, até que nos entreguemos ao Criador completamente em todos os níveis do nosso ser, entregando a nossa alma e a nossa mônada também.
Vocês têm o poder de dar compaixão do próprio centro sagrado do seu ser.
Vocês têm a habilidade de permitir que ela flua com intenção e liberdade do seu ser, A compaixão sempre deve ser dada, é a transferência de energia. Com a energia da compaixão uma pessoa pode dar, enquanto a outra pode aceitar. Os sentimentos e experiências, estejam vocês dando ou recebendo, podem ser semelhantes, mas o foco mais importante está no despertar e na abertura das energias do doador e do receptor.
Agir como um doador de compaixão, ainda que seja somente por alguns minutos ao dia é uma grande bênção à humanidade, mas também a vocês.
Com a compreensão de que a compaixão pode ser dada, não podemos nos esquecer de dar a compaixão a nós mesmos, pois estamos sempre precisando do que damos aos outros. Dar compaixão a si mesmo, restaurará as suas energias, os despertará da ilusão e agirá como uma luz orientadora em tempos incertos.
Vocês podem se dar compaixão a cada dia, como uma forma de respeito e de honra a si mesmo, assim como uma base sustentadora de luz de cura para dissolver ligações desnecessárias.
A compaixão é necessária quando vocês ou outra pessoa são vistas na dor, no sofrimento, confusas, imersas em emoções negativas, mal interpretadas, guiadas pelo ego, desconectadas ou incertas do seu caminho à frente. A compaixão é também necessária quando vocês ou uma pessoa estão felizes, alegres, conectadas.
A última necessidade para a compaixão pode parecer uma afirmação estranha, mas quando começamos a compreender o verdadeiro e novo significado da compaixão, começamos a reconhecer a sua necessidade em nossa realidade, como uma energia que flui eternamente dos nossos seres.
No passado a compaixão era compreendida como um sentimento de profundo pesar pelas circunstâncias do outro, ou um sentimento de compreensão, e talvez até assumindo a sua dor. A compaixão poderia ser vista como um profundo desejo de ajudar o outro de qualquer modo que possam, para orientá-los e ajudá-los, para lhes oferecer a simpatia.
A compaixão pode às vezes se manifestar como um sentimento de piedade pelo outro, vendo-os tão deferentes quanto, ou mais pobres do que vocês. Muitas pessoas experienciam a compaixão de modo diferente, mas eu desejo trazer um novo modo de entender e agir como compaixão na Terra.
A compaixão será sempre uma bênção para dar e experienciar.
Do meu ponto de vista, compaixão é expressar um amor que é puro e livre de julgamento de qualquer tipo sobre si mesmo ou o outro.
A compaixão é uma energia de livre fluxo que mantém uma intenção de apoio, uma luz encorajadora que está em abundância, não para curar ou transformar a pessoa, mas para confortá-la. Esta luz pode então ser usada pela alma da pessoa para o fluxo de energias e insights que são necessários para superar ou se moverem através do sofrimento.
A energia da compaixão traz ao receptor a esperança, o contentamento, a inspiração e uma conexão com a sua alma.
Vocês estão simplesmente oferecendo uma mão amiga, não através da resolução ou dissolução do sofrimento, mas através do apoio ao crescimento e da compreensão que precisam ocorrer. É semelhante a envolver um bebê em cobertores quentes, oferecendo-lhe alimentos nutritivos, assim o bebê crescerá e se desenvolverá em sua própria velocidade; vocês estão apenas apoiando o crescimento, vocês não podem crescer pelo bebê.
Se derem compaixão ao outro, vocês lhes estão permitindo que aceitem o crescimento e a compreensão que precisa ocorrer. Se estiverem dando compaixão a si mesmos, então estão se apoiando com luz, amor e compreensão para ajudar em um processo posterior de despertar ou de iluminação.
A Compaixão é uma dádiva maravilhosa que apóia o crescimento.
É por isto que ela precisa ser compartilhada e expressa na Terra agora.
A compaixão é um amor que flui a partir do chacra cardíaco, mas é também um reconhecimento sagrado.
Quando vocês dão compaixão, estão reconhecendo o ser divino e sagrado dentro da pessoa, estão também reconhecendo e admitindo a sua coragem, enquanto elas assumem a experiência do sofrimento ou da dor para se tornarem mais próximos à luz do Criador.
Cada experiência de dor ou de sofrimento é uma dádiva, é um ensinamento ou lição que vocês criaram para lhes permitir compreender coisas novas e maravilhosas sobre si mesmo e o Criador.
Assim, quando olhamos o outro e vemos as suas experiências, devemos reconhecer dentro deles o espírito brilhante e a determinação de liberar toda a ilusão ou medos e de aceitar a presença do Criador.
Devemos honrar cada pessoa pela verdade que ela é e as lições que ela assumiu para ajudar e desenvolver a sua ascensão espiritual e o despertar da luz.
Reconhecer ou ver que o sofrimento de uma pessoa é uma lição e um caminho natural em que elas estão e em que devem embarcar, permite-lhes liberar todo o sentimento de pesar ou de piedade e se alegrar com as experiências maravilhosas e o trabalho que ela está realizando. É como se vocês estivessem simplesmente aceitando a sua situação como a vontade divina do Criador.
Com esta compreensão pode parecer como se o amor e a compaixão tivessem nos deixado, quando reconhecemos o divino dentro do outro e reconhecemos o seu processo de crescimento. Pode parecer como se fôssemos insensíveis, ou menos atenciosos, mas isto não é verdade.
Quando vocês vêem uma pessoa pela verdade que ela é, e que o seu sofrimento não é real, simplesmente um teste ou uma lição, então vocês as estão ajudando a se verem deste modo também. É como se o véu da ilusão tivesse sido erguido.
A pessoa pode então ser capaz de ver que com uma simples compreensão do que está verdadeiramente acontecendo ou do que elas estão tentando aprender, o seu sofrimento ou problema pode evaporar por causa desta compreensão.
Quando vocês reconhecem a jornada da pessoa e estendem amor a partir do seu coração para apoiá-las, vocês podem se questionar interiormente se há algo mais que poderiam fazer ou oferecer como ajuda. Em algumas ocasiões vocês terão que caminhar próximos, pois uma pessoa precisa experienciar o sofrimento ou em outro momento vocês serão inspirados a dizer ou a fazer algo que seja de maior assistência.
A mudança no modo com que compartilhamos a compaixão é um resultado do crescimento da humanidade; as pessoas estão começando a assumir a responsabilidade pelas suas realidades, criações e crescimento, e assim isto significa que algumas vezes quando estamos tentando ser úteis estamos realmente interferindo em seu caminho.
Devemos sempre ser amorosos e solidários, reconhecendo cada pessoa por quem elas verdadeiramente são e questionando interiormente se podemos ajudar. Amar e honrar o outro pelo caminho que eles estão percorrendo é uma bênção maravilhosa para vocês e o receptor.
Com a compreensão da compaixão, deixem-na fluir do seu coração agora para um indivíduo ou para o mundo. Até aqueles que não estejam sofrendo apreciarão o seu reconhecimento de sua verdade.
Quando vocês reconhecem a verdade dentro do outro, vocês reconhecem a verdade dentro de si.
Permitam-se estar à disposição, enviando amor a partir do seu coração, honrando a pessoa pela sua presença divina e pela sua missão na Terra. Então reconheçam o caminho que elas estão percorrendo e saibam que elas estão descobrindo coisas maravilhosas sobre si e o Criador.
Permitam que o amor as apóie e as alinhe ao Criador, de modo que elas possam ver a verdade da questão que estão experienciando, a razão e o propósito da vontade do Criador. Então se questionem se há algo adicional que possam fazer ou dizer para ajudar.
Vocês podem olhar para todos através dos olhos da compaixão; quando conseguirem isto eles olharão para vocês através dos olhos da compaixão, resultando em todos honrando a verdade sagrada dentro do outro, enquanto oferecem um amor sustentador para ajudar no caminho espiritual à frente.
Com Amor Compassivo,
Lady Quan Yin

Tradução: Regina Drumond
reginamadrumond@yahoo.com.br

Natalie Glasson canaliza mensagens dos seres de luz que o Arcanjo Miguel orienta para vir comunicar a sua sabedoria e compartilhar a sua energia para o crescimento espiritual da humanidade. Estas mensagens canalizadas se concentram na energia que está vindo mais proeminentemente dos planos internos, enquanto oferece orientação espiritual e inspiração. Natalie é famosa pela variedade de Arcanjos, Mestres Ascensionados, Elohins, Fadas, Unicórnios e Elementais que ela canaliza, o que permite ao leitor se conectar e a compreender muitos seres de luz, que são aspectos do universo do Criador e estão auxiliando no processo da ascensão na Terra. Para maiores informações vá até o site deste link: http://www.natalieglasson.com/Contact_Me.html

Fonte: Natalie Glasson, Wisdom of the Light, http://www.wisdomofthelight.com/

Fonte: http://www.luzdegaia.net/natalie/glasson/dando_compaixao.html

Fonte: http://avivarconsciencia.blogspot.com/2011/02/dando-compaixao.html

Por tudo o que Somos e Seremos... :: Wagner Borges ::


Pelos valores espirituais que esposamos...
Pelo Poder Maior que nos trouxe até aqui, hoje...
Pelos amparadores extrafísicos que nos guiam na senda...
Por nossos sonhos e nossas melhores aspirações conscienciais...
Vamos fazer valer a pena!

Pelas energias de nossos chacras ativados por um Bem Maior...
Pelo brilho das estrelas em nossos olhos...
Por nossos corações e pelo Amor mais lindo de todos...
Vamos fazer valer à pena!

Pelos voos de nossos espíritos...
Pelos Magnos Ideais de Liberdade, Igualdade e Fraternidade...
Por nossos ancestrais e por nossos filhos...
Pelo amor que sentimos...
Vamos fazer valer à pena!

Por tudo o que somos - e seremos...
Pelos nossos melhores potenciais...
Pela Força do Divino em nós...
Pela Luz que anima os nossos corações...
Vamos fazer valer à pena!

Por nossos amigos reais - que são irmãos de jornada...
Por nossos animais de estimação - também irmãos de jornada...
Por aqueles que amamos - e que nos honram com seu amor...
Vamos fazer valer à pena!

Por estarmos aqui, em espírito e verdade...
Por obra e graça de um Grande Amor, que nos arrebatou...
Por causa d'Ele, o Grande Arquiteto Do Universo...
Ah, vamos fazer valer à pena!

P.S.:
Somos espíritos!
E, por todas as nossas relações,
Na Terra, ou no Astral,
Dentro ou fora do corpo,
Vamos fazer valer à pena!
Porque, quando a alma não é pequena, tudo vale à pena!
E viver vale muito...
Então, vamos fazer valer à pena!
E que assim seja!**


(Dedicado aos meus amigos da cidade de Salvador, a bela capital baiana, terra dos Orixás e do Axé, onde sou sempre muito bem recebido.)
Paz e Luz.


- Wagner Borges - neófito da vida e do Todo...


Fonte: http://www.stum.com.br/conteudo/c.asp?id=10621

Você conhece a pessoa que ama?

por Flávio Bastos - flaviolgb@terra.com.br

Em busca de necessidades latentes e inerentes ao ser humano, como o afeto, o prazer e a companhia, as experiências amorosas fazem do indivíduo um eterno perseguidor do amor ideal. Mas, será mesmo que conhecemos essas pessoas que passam pelas nossas vidas e as quais acreditamos amar?
No mundo dos relacionamentos afetivo-passionais, existem relações rápidas ou ocasionais que nos ensinam pouco sobre o amor. Existem outras, duradouras, que acrescentam mais lições. Mas aprendemos mesmo é com os relacionamentos intensos que duram muito ou pouco tempo. Na verdade, não existe uma fórmula pronta para que o amor reine absoluto entre dois seres que afirmam "amarem-se". A regra básica ou simples orientação natural, é a do conhecimento mútuo permanecer acima dos interesses egocêntricos da demanda individual.
No entanto, a expectativa que predomina a cada novo relacionamento, é ambos buscarem o suprimento de amor que lhes falta, ou seja, a compreensão, o afeto, a satisfação e a completude. Expectativa que, geralmente, provoca frustração em decorrência da imaturidade emocional de quem procura inconscientemente no outrem, somente "receber" e não "dar" o que este necessita.
Ora, não existindo uma troca entre o "dar e receber", o amor incompreendido por ambos, transforma-se numa relação superficial, cujo principal objetivo é a satisfação de necessidades primárias.
Num relacionamento de proposta amorosa, se não houver a vontade -e a necessidade manifesta- de conhecer o outrem: seus medos, angústias, fraquezas, virtudes, entre outros, a relação torna-se superficial e inclinada ao fracasso por atender a demanda egocêntrica de cada um. Se não houver conhecimento mútuo, não há compreensão. Se não existir compreensão, inexistem valores que possam qualificar esssa relação e levar os envolvidos a um amor emocional e espiritualmente maduro.
A experiência tem demonstrado que muitos casais que vivem juntos passam a vida inteira como se fossem desconhecidos. Situação geradora de crises de relacionamento que se acumulam pela imposição de egos que não cedem à conquista, à compreensão e ao conhecimento do outrem. Tornam-se pela rigidez egocêntrica, egos resistentes a aprendizados que levam o indivíduo a uma visão mais profunda do amor nas relações afetivas.
O egocentrismo infantil, herança de um espírito ainda imaturo na compreensão do amor, e reforçado na relação empobrecida com os pais ou substitutos da vida atual, é responsável pela grande maioria das crises ou separações de casais. A necessidade da satisfação narcísica em detrimento do amadurecimento emocional e de conhecimento do outrem, faz das relações afetivo-passionais, uma interdependência afetiva de característica obsessiva ou uma simples convivência entre desconhecidos em que somente o processo de autoconhecimento - via psicoterapia individual ou terapia de casais - poderá ajudar.
Amar exige a intensidade dos amantes apaixonados, mas também exige a intensidade da descoberta do outro pelo conhecimento do que este representa na sua integridade psíquico-espiritual-emocional, porque as afinidades que levam os amantes ao amor que une e completa, passa pela libertação dos aspectos tirânicos do ego.
Por força da cultura ocidental, que hipervaloriza o sexo na relações amorosas, esquecemos que não é só de sexo e prazer que evolui um relacionamento. Além das conquistas materiais e satisfação sexual que são ingredientes importantes na receita da convivência saudável, as relações crescem com o desenvolvimento de valores que dizem respeito ao companheirismo e à espiritualidade do casal.
Não esqueçamos que o contexto "amar" representa uma gama de aprendizados que adquirimos não em uma única vida, mas em muitas vidas do ser imortal.
Portanto, acima de tudo, amar é receber e dar. É conhecer, compreender e aceitar. É abdicar dos exageros do ego em benefício do amor fortalecido pelo mútuo conhecimento e pelo desapego gradual do materialismo observado como uma verdade única e incontestável. O amor, na verdade, é o carro-chefe da felicidade, e para sermos felizes no amor é preciso conhecê-lo, porque conhecendo-o, despertamos para um sentimento profundo, verdadeiro e real.


www.flaviobastos.com

Fonte: http://somostodosum.ig.com.br/clube/c.asp?id=25216

Coloque Paixão em sua Vida! :: Graziella Marraccini ::


Que tal colocar mais paixão em tudo o que você faz? E quem não quer mais paixão em sua vida? Pois é, mas eu não estou falando somente do sentimento de atração que une dois seres de maneira irresistível, mas falo daquele impulso que pode ser usado em nosso dia-a-dia, que torna as coisas mais atraentes e nos ajuda a conquistá-las.
Tenho certeza que você também, caro leitor, tem muitos desejos e quer alcançar alguns objetivos na vida, não é mesmo? Então, por que muitas vezes estes objetivos demoram a chegar? Os cabalistas ensinam que se queremos receber a Luz (a energia divina que realiza todas as coisas) devemos construir um meio apropriado para recebê-la. Por exemplo, se construímos um barco instável, com velas pequenas, e desejamos colocá-lo no oceano, certamente teremos dificuldade para alcançar a nossa meta. O barco que devemos usar precisará ser construído com maestria e ter velas bem grandes para que possa receber o vento adequado, não é mesmo? Além disso, devemos ter as devidas cartas náuticas e fazer o necessário planejamento, como já comentei em artigos anteriores. Finalmente, o que isso quer dizer é que a quantidade de Luz que recebemos é proporcional ao tamanho do barco que construímos e à forma de planejarmos nossa viagem. Então, por que não recebemos tudo aquilo que desejamos?
Porque nos contentamos com pouco. Pensamos pequeno. Deixamos que a dúvida e o medo impeçam que recebamos todas as benesses que desejamos e merecemos. Inconscientemente nos sabotamos porque não acreditamos em nosso potencial para poder receber a Luz.
Quando estamos sob o efeito desta 'falta de paixão', sentimos medo, temos problemas financeiros, saúde ruim, sentimos raiva, frustração, cansaço; no entanto, tudo está ao nosso alcance, basta abrir a porta. De fato, essas coisas 'ruins' acontecem porque nós fechamos a porta para a Luz divina que está pronta para inundar nossa vida de benesses e nos ajudar a alcançar as nossas metas. O Universo é prodigo, é generoso e bate à nossa porta que, por estar fechada ou só parcialmente aberta, impede a Luz de entrar ou a deixa entrar de forma escassa! Você se contenta com pouco?
Bem, dirão vocês, mas nós recebemos conforme nosso merecimento! E a astrologia, não nos ensina que está tudo 'escrito nas estrelas'? Sim, está; mas lembre-se que 'tudo o que acontece está escrito nas estrelas, mas nem tudo o que está escrito nas estrelas irá acontecer'. Ou seja, nós temos nossa parte a fazer, temos que usar nosso livre-arbítrio. Nossos pensamentos promovem nossas ações, que promovem nossas escolhas que, conseqüentemente, irão delineando o caminho que iremos percorrer. Se não fosse assim, poderíamos simplesmente sentar e esperar o maná cair do céu! No entanto, dependendo de nossa cultura -ou religião-, temos um sabotador interno que nos ensina: o dinheiro é coisa do diabo! Não deseje muitas coisas materiais porque você pode se afastar da espiritualidade! E outras coisas que nem vou nomear já que são de domínio publico. Nossa cultura, permeada de ensinamentos judaico-cristãos e mais o ambiente familiar onde fomos criados, podem ser fatores que nos fazem 'pensar pequeno'. No entanto, temos o direito de pensar grande, pois a Luz Divina é infinita! Nós nascemos para sermos felizes e realizados e não para sofrer e nos autolimitar! Nossa mente, criando pensamentos negativos e limitadores, envia continuamente mensagens negativas às nossas células que agem de consequência, castrando nossos desejos, assim como Saturno castrou seu pai Urano, porque este deitava à noite sobre Géia (a Terra) e criava filhos que depois afastava para longe de si!
Urano é símbolo da semente divina, o falo divino criador e estará ingressando em Áries em 12 de março para um novo ciclo que irá durar 84 anos! Ele já está mostrando a que veio. Estamos iniciando um ciclo de revoluções que nos trará muita coisa ruim e muita coisa boa. Serão sementes divinas que o céu despejará sobre nós, mas que nós precisaremos plantar, regar, cuidar, para que dêem seus frutos. Neste momento, mais do que nunca, precisamos agir, e agir com fé, tenacidade e sobretudo com'paixão'. O tempo urge, a humanidade tem pressa de alcançar nossos objetivos. Géia, a deusa mãe primordial, reclama de nosso comportamento e dá sinais de irritação! Ela nos colocará de castigo como fazem as mães zangadas com seus filhos? Sim, mas ela está nos dando mais uma chance que não devemos perder. Um novo ciclo inicia. Vamos aproveitar.
Podemos embarcar neste trem de alta velocidade (parece que ainda não saiu do papel, pelo menos aqui no Brasil) que irá parar somente alguns minutos em nossa estação, ou podemos simplesmente 'perder o trem', por causa de nossos bloqueios, de nossos medos, de nossas limitações e condicionamentos! Os cabalistas ensinam que não devemos simplesmente 'pensar grande' mas devemos também ter objetivos certeiros. Para que o milagre divino se manifeste precisamos ter em mente uma meta e precisamos persegui-la com afinco, sem esmorecer ou desistir no meio do caminho.
É importante ter objetivos e metas específicas. No entanto, devemos também nos adaptar para aquilo que a Luz deseja para nós. Se não o fizermos podemos nos frustrar inutilmente. Isso parece paradoxal, mas aqueles que visam o desenvolvimento espiritual sabem muito bem que o poder de adaptação nos torna certamente mais felizes. Se desejarmos uma nova carreira, um novo amor, uma vida mais prospera e realizada, devemos eliminar os obstáculos que nossa própria mente cria para nós. Abrir a porta para a Luz. Esse é o Segredo. A Técnica de Libertação Emocional (EFT*) que tantas vezes mencionei em meus artigos e que é objeto de uma seção inteira em meu site pessoal e de vídeos no YouTube, é certamente uma ferramenta poderosa para se conseguir este importante objetivo de vida. Reprogramando seus pensamentos e eliminando a negatividade, a EFT* lhe será de auxilio para viver plenamente e em harmonia com o Todo.


Eliminando obstáculos e limitações, abriremos nossas velas para que o vento divino despeje suas benesses e nos encaminhe para nossos objetivos. Pense nos obstáculos como oportunidades de crescimento: a Luz estará sempre disponível para aquele que sabe pedir!

Comece desde já a fazer as mudanças necessárias para receber mais e mais Luz em seu caminho!




Fonte: http://www.stum.com.br/conteudo/c.asp?id=10617

Sou muito Grata! :: Rubia A. Dantés ::

É incrível como somos experts em auto-sabotagem e em como nem percebemos que estamos nos sabotando...
Quantas vezes já podemos ter sofrido, ao longo das nossas vidas, e para tentar evitar a mesma aflição, evitamos passar de novo pela mesma situação... e com o tempo, criamos tantas barreiras para nos proteger... que, muitas vezes, nem sabemos mais do que estamos nos protegendo... e o que antes nos amparava, passa a nos prender... e a limitar qualquer possibilidade de sermos felizes naquela área específica.
Usando a imaginação, podemos entrever que em uma vida muito distante você foi plenamente feliz e que, por algum motivo, perdeu essa felicidade... seja no Amor... seja nos Dons... ou em qualquer outra área. Geralmente, guardamos registros, tanto de termos sido felizes, como de ter perdido essa felicidade e, às vezes, de forma muito dolorosa...
A dor é tanta que você faz um tipo de pacto com você mesmo... nunca mais vou me entregar plenamente ao Dom ou ao Amor, para não sofrer outra vez... e você passa o resto daquela existência evitando qualquer situação onde possa se envolver com alguém... ou onde sequer possa mostrar que tem um Dom...
E vai repetindo o mesmo padrão de evitar as coisas que possam levá-la a amar novamente... ou a manifestar seus Dons... ou seja lá o que for...
Somos muito criativos em auto-sabotagem e... temos tanto medo de sofrer de novo, que não queremos passar nem perto do que nos possa causar a dor...
E por medo de passar pela mesma dor... para evitá-la, acabamos criando mecanismos para esconder até do que mesmo estamos nos protegendo...
Só que... atraímos o que queremos evitar, porque de alguma forma colocamos o foco naquilo...
E assim hoje... muitas vidas após... você só atrai relacionamentos que não dão certo e, aparentemente, pensa que quer se relacionar com alguém, que está pronta para o Amor... mas só atrai a impossibilidade de viver o Amor. E se queixa dos parceiros e da vida...
Ou só encontra trabalhos que são unicamente para a sua sobrevivência e neles não experimenta nenhum tipo de prazer; muitas vezes precisa fazer um esforço enorme e aquele tempo empregado nas atividades é um sacrifício.
Você até acredita que está aberta para determinada coisa -ou para outra- e quer muito encontrar o seu Dom e um Amor... se for o caso.
Mas, as memórias trabalham em silêncio, atraindo justamente o contrário do que você quer... porque elas trazem consigo o registro do sofrimento que equivocadamente aparece ligado à situação, quando você foi plena e se entregou por inteiro...
E... continuando na fantasia... criamos cada vez mais memórias equivocadas que nos fazem inconscientemente crer que, para vivermos o Amor, os Dons, ou seja o que for que nos faça felizes, invariavelmente iremos passar pelo sofrimento que alguma vez já suportamos... e esse sofrimento pode ter sido tanto, que não vale a pena passar por isso de novo... e, desta forma, as memórias equivocadas trabalham exatamente contra o que você mais "pensa" que quer.
E pode ser que nessa vida que estamos imaginando... você até tenha encontrado o Amor e o Dom e ainda o sofrimento gerado pela perda de um dos dois... e poderá criar memórias equivocadas ligando o sofrimento às duas coisas... Assim como procede a nossa imaginação, que pode criar milhões de hipóteses... nossas memórias podem criar milhões de mecanismos para supostamente nos defendermos da dor...


Parte do texto retirado da Fonte: http://www.stum.com.br/conteudo/c.asp?id=10618

Não se culpe por um erro que não cometeu! :: Rosana Braga ::

Sou a primeira a defender a idéia de que é preciso pedir desculpas e rever seu comportamento quando se comete um erro, mas também rapidamente me levanto para defender uma acusação injusta. E se é mera coincidência ou recorrência de enganos, eu não sei. Mas o fato é que tenho ouvido histórias parecidas de pessoas que se sentem culpadas pelo fim de um relacionamento sem terem, na verdade, essa responsabilidade, ou pelo menos não desse tamanho!
Veja bem! Todo relacionamento é feito de duas pessoas, e isso é reconhecido e aceito por todos. Mas por que será que a tendência é de que só um seja responsabilizado pelo que saiu errado? Por que, em geral, um ocupa o lugar de certo, sabichão e o outro aceita o lugar de culpado?
Explico: em geral, os espertos fazem o que querem, saem com os amigos sem dar a menor satisfação e sem considerar a opinião e a vontade do outro, contam mentirinhas com a cara mais deslavada do mundo, mas sempre encontram justificativas para fazer valer cada um de seus argumentos.
O outro, por sua vez, em geral se submete, faz o que o "manipulador" quer, na hora que ele quer e, no final das contas, ainda sai como culpado, responsável pelas brigas e desentendimentos. Sua fama é de ser intransigente, cobrador, briguento e, diante do menor deslize, do menor revide, será acusado, julgado e condenado sem nenhuma chance de defesa.
Ainda que a relação continue, ouvirá 'todo-santo-dia' o quanto merece ser punido por aquele tal erro cometido, num fatídico dia em que se cansou dos desaforos do outro. Perde todo e qualquer direito de expressar o que sente, especialmente se seu sentimento for contrário ao que o espertinho quer fazer.
Bem, verdade seja dita: tá tudo errado! Tanto o que sacaneia impiedosamente, responsabilizando o outro de forma sutil e extremamente eficiente pela relação ter chegado a este ponto; quanto o que se deixa acusar, aceitando as torturas e punições dia após dia, vestindo a carapuça de culpado e se lamentando o tempo todo! Resumindo: juntou a fome com a vontade de comer, e deu nesse exagero e descompasso!
Agora, enquanto um bate e o outro apanha, resta-nos descobrir quem vai reclamar da brincadeira primeiro. Em geral, é quem está apanhando, obviamente. E a situação é mais ou menos assim: o bom de lábia apronta várias: mente, trai, aparece e desaparece quando bem entende. Hoje, está uma seda, todo gentil, carinhoso, cheio de promessas e declarações de amor. Amanhã, sem motivo que o justifique, é grosseiro, frio, não aceita perguntas e se faz de ofendido diante da menor desconfiança ou pedido de explicação do outro. O culpado, por sua vez, termina se deixando convencer de que realmente não deveria ter dito o que disse, que pegou pesado e que nem tem provas para estar tão desconfiado ou ter ousado culpar o outro do que quer que seja.

E o pior é quando o espertinho termina a relação justificando que não aguenta mais ser alvo de tantas acusações, e que ele, sim, tem motivos para desconfiar do outro... afinal, teve aquele dia, aquele deslize que ele julga fatal, do qual ele jamais vai se esquecer e muito menos perdoar. Daí, tá armada a cama de torturas! O culpado vai sofrer desesperadamente, acreditando que tudo terminou dessa maneira porque ele foi ansioso, impaciente e injusto! Vai se lamentar dia e noite por tudo o que disse e, certamente, também vai pedir perdão pelo que fez, pelo que não fez, e pelo que jamais sequer pensou em fazer. Vai pedir perdão por tudo, sem ter feito - de fato - absolutamente nada que realmente justificasse o comportamento do outro e o final da relação.
Se você está passando por isso, sendo responsabilizado constantemente pelo desgaste do relacionamento, pelo enredo torto que ele tem seguido ou até por ter chegado ao fim, preste atenção: quem ama, respeita, conversa, interessa-se pelos sentimentos do outro, tenta chegar a um consenso e, acima de tudo, tem o mínimo de constância em suas atitudes. Quem ama, não termina sem antes tentar de outro jeito, ceder um pouco mais, colocar-se no lugar do outro. Quem ama, não age de modo dissimulado, sempre dando um jeito de reverter a situação e fazer o outro se sentir mal, culpado pelo que disse!
E, sendo assim, se o espertinho da sua vida terminou o namoro ou o casamento e agora só quer ficar com você, argumentando que não dá para voltar a ficar junto porque você não é confiável, mas também não lhe deixa em paz, especialmente, quando você arrisca outra relação ou quando ameaça nunca mais ficar com ele, abra os olhos! Esse pilantra tá tentando minar sua auto-estima, acabar com suas convicções e fazer você acreditar que realmente não é uma pessoa sensata.
Lembre-se que a decisão sobre o que vai ser da sua vida é, em última instância, sempre sua. Portanto, saia dessa cama de torturas e vá à luta, em busca de sua felicidade e, sobretudo, de um amor de verdade, porque esse é mais falso que CD pirata, vendido no camelô de feira de rua! E pode apostar: se for amor de verdade, se o danado apenas bobeou, certamente vai rever seu comportamento, mudar sua postura e vai assumir você!


Fonte: http://www.stum.com.br/conteudo/c.asp?id=10615

Enormes Mudanças estão a Caminho...

Mensagem de Saul por John Smallman

13 de fevereiro de 2011
Há um ar de expectativa entusiasmada em circulação.
A humanidade está sentindo que estão bem próximas enormes mudanças de grande importância, que levarão às grandes e muito necessárias alterações em suas atitudes e comportamentos.
Isto não é nenhum pensamento ansioso!
O que vocês estão para vivenciar está muito além das suas atuais capacidades de conceber, e trará imensas melhorias à maneira como vocês vivem e se relacionam uns com os outros por todo o mundo.
Há de ser um tempo de significativa surpresa para todos na Terra, e um tempo pelo qual vocês têm aguardado com esperança e intenso desejo há éons.
Lá no seu fundo vocês têm trabalhado muito para reconhecer e apagar as crenças dogmáticas fortemente enraizadas e as suposições que têm continuamente encorajado a desconfiança e a divergência entre vocês.
As grandes discordâncias resultantes, seguidas inevitavelmente por lutas e guerras, causam dolorosas feridas emocionais inflamadas dentro de vocês, as quais vocês continuam esperando que as lutas e as guerras curem.
Porém, em momentos de silêncio, vocês rapidamente se deram conta de que isto não aconteceria, quando entenderam que aqueles com quem vocês brigam continuam guardando rancor — tal como vocês mesmos — embora pareça que uma paz é alcançada.
Enquanto que na realidade todas as suas feridas emocionais continuam se inflamando, levando-os a procurar modos melhores de se comunicar entre si, tanto de pessoa para pessoa quanto nação para nação.
Este desconforto que se inflama ininterruptamente por fim chegou a tal nível de não aceitação e sofrimento que no mundo inteiro as pessoas estão concluindo que devem ser dados passos sérios e efetivos para provocar uma cura maciça da humanidade a fim de vocês não se destruírem.
E esses passos serão dados porque vocês finalmente perceberam que não há nenhuma outra opção disponível a menos que vocês desejem permanecer em sua realidade ilusória assolada por guerras, o que vocês certamente não desejam.
A chama do Amor de Deus dentro de vocês se aviva e se intensifica quando vocês escolhem reconhecer sua Presença e começam a permitir que ela os oriente em vez dos medos e ansiedades que os têm orientado por tanto tempo.
Os medos e as ansiedades agora estão enfraquecendo e logo se dissolverão no campo divino de Amor que os está envolvendo, não deixando nem uma mínima indicação de que eles já existiram — pois na verdade eles nunca existiram.
Um tempo de grande satisfação e alegria envolverá todos vocês quando vocês liberarem seus medos, dúvidas, e preocupações no campo divino de Amor que contém todos os seres sencientes.
Então vocês verão a perfeição divina que cada um de vocês é; vocês exclamarão surpresos com a beleza de tudo, e suas exclamações irão se combinar e harmonizar com o coral da perfeita sinfonia de alegria interminável.
Isto preencherá seus corações de alegria e maravilha enquanto a glória da Unidade de Deus com toda a Sua criação envolve cada um de vocês, reafirmando aquilo que vocês realmente sempre souberam: que o Amor d'Ele por vocês é infinito, eterno, e penetrante, porque Ele é o Tudo que É.
Focalizem sua consciência e sua atenção neste magnífico evento futuro, e desfrutem os vislumbres do que vocês verão todas as vezes que responderem a qualquer tipo de provocação com amor e compaixão.
Assim fazendo, a paz e a aceitação, que fazem parte de seu estado natural, despertarão dentro de vocês, e vocês estarão aptos a perceber a Luz divina de seu Pai onde antes vocês viam somente raiva, medo, e dor, e vocês saberão que o pesadelo está no fim.
Com muito amor, Saul.

Fonte: http://johnsmallman.wordpress.com/
Tradução: SINTESE


Fonte: http://fraternidadebranca-luzdanovaera.blogspot.com/2011/02/enormes-mudancas-estao-bem-proximas.html

sábado, fevereiro 19, 2011

Deus Abençoe este Lar

Meu DEUS! Abençoe esta casa, não deixe nenhum mal entrar. Afaste as coisas ruins, venha conosco ficar. Minha alma Te pertence, só a Ti posso entregar Prometo do fundo de minha alma, só por Tua Lei me guiar.

Penso em Ti todo instante, estás acima de tudo. Pelo Amor que Te tenho, é que eu vivo nesse mundo. Ilumine minha casa, nunca deixe no escuro. A de minha mãe e meu pai, de meus irmãos e de todos.
Abençoe cada quarto, sala e cozinha. Abençoe todo teto, paredes e escadarias. Abençoe onde piso, abençoe todo dia. Abençoe esta casa, como a de José e Maria.
Faça tudo espiritualmente, traga paz e alegria. Afaste todo tristeza, fique em nossa companhia. Dê a todos Fé e Amor, e Humildade toda vida. Dê a todos que precisam, Consciência Divina.
Faça na casa de meus pais, como fizeste no Rio Jordão. Com a água Pura e Santa, abençoaste João. Faça com todos teus filhos, e com todos meus irmãos. Ponha Luz em todas casas, acabe com a escuridão.
Use todo TEU PODER, cuide sempre desse lar. Faça que todos se unam, e possam sempre se amar. Não esqueça um só dia, de vir nos visitar. Sente conosco na mesa, quando formos nos alimentar.
DEUS de Amor meu Pai Eterno, jamais esqueça de nós. Ajude em todas as casas, crianças, pais e avós. Aceite o meu pedido, eu confio em Vós. Não deixe ninguém sofrer, nunca nos deixe a sós.
Abençoe esta casa, como abençoaste tudo aqui. Prometo de coração, sete vezes repetir. Meu DEUS, eu Te amo, vivo somente para Ti. Tua Lei e Mandamentos, sempre hei de seguir.

Iapeam Ohlif - Espírito de Luz. Psicografada por Rui Souza.
Fonte: http://anjosmensagensdeluz.blogspot.com/2011/02/deus-abencoe-este-lar.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+AnjosMensagensDeLuz+%28Anjos+Mensagens+de+Luz%29
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...