terça-feira, maio 31, 2011

Astrodestino - Previsões para o segundo semestre 2011

Vou jogar aos poucos algumas previsões, melhor dizendo, dicas para o segundo semestre, mas começando desde junho, de um modo bem resumido que é o que dá para fazer quando o tempo é (sempre) curto. Vou começar por quatro signos e nas próximas postagens abordo os outros.Voltando a pedir que se vocês curtem o blog e o visitam com frequência, devem dar um click no selinho do TOPBLOG. O blog agradece.





ÁRIES – Tensão. De um lado alguns planetas pedem controle e praticidade. Do outro lado, o desejo de jogar tudo para o alto! Mas a paciência, a lealdade e a estratégia inteligente acabarão por trazer resultados financeiros. A importância dos relacionamentos não exclui a experiência da autonomia. Divide, compartilha mas não deixa de exercer a liderança e se destacar pelo seu jeito original de fazer as coisas. Ouve as outras pessoas, considera o que elas necessitam, mas foge de quem faz chantagem emocional ou tenta lhe colocar amarras. Eventuais momentos de reclusão ou viagens que realize sozinho, poderão ajudar a perceber as situações com maior clareza.


TOURO – Necessidade de cuidar da saúde, evitando os excessos. A lição é que não se pode ter tudo ao mesmo tempo e se Júpiter traz favores, recompensas e prêmios, é preciso também se liberar do que não é mais necessário. É hora de seguir em frente e para isto, é preciso estar leve, animado e desligado de questões antigas, amarras financeiras ou afetivas.A realização no plano material não exclui o contato com o seu mundo de dentro. Um hobby pode ser boa terapia. Abra o armário e se libere de tudo o que não lhe cabe mais. Para manter a prosperidade que Júpiter anuncia, é preciso abrir espaço!


GÊMEOS – O momento exige uma lealdade maior, um compromisso com suas idéias e vinculações mais duradouras. Hora de recuperar velhas amizades sem deixar de dar espaço para novos relacionamentos. A palavra mágica pode ser constância, mantendo-se firme numa determinada direção, conseguindo transmitir credibilidade, planejando e investindo para poder colher mais à frente. O contato com crianças ou animais pode ajudar a se liberar de tensões. Consegue fazer a diferença entre as idéias que realmente podem vir a se concretizar e os devaneios que representam perda de tempo. A ginástica esquenta o corpo e ajuda a manter o bom-humor.


CÂNCER – Considere que as mudanças representam renovação para uma situação melhor. Terá novos rumos, novos amigos, novas perspectivas. A orientação é para ser cuidadoso com as rotinas do dia-a-dia, mantendo a boa saúde, tendo disciplina, arrumando a casa, dormindo bem e dando uma atenção maior ao que parece não ter muita importância. A organização do cotidiano permite que a mente também se organize melhor nos seus projetos e evite perder o controle sobre o que lhe acontece. Acaba se afastando de alguns amigos, mas logo encontra novas parcerias, boas companhias para todos os momentos.


Fonte: Astro destino

Salmo 23 - Interpretado

O Senhor é o meu pastor;
- Isto é relacionamento!

Nada me faltará.
- Isto é suprimento!

Deitar-me faz em verdes pastos,
- Isto é descanso!

Guia-me mansamente à águas tranquilas.
- Isto é refrigério!

Refrigera a minha alma;
- Isto é cura!

Guia-me pelas veredas da justiça,
- Isto é direção!

Por amor do Seu nome.
- Isto é propósito!

Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte,
- Isto é provação!

Não temerei mal algum,
- Isto é proteção!

Porque Tu estás comigo,
- Isto é fidelidade!

A Tua vara e Teu cajado me consolam.
- Isto é disciplina!

Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos,
- Isto é esperança!

Unges a minha cabeça com óleo,
- Isto é consagração!

O meu cálice transborda!
- Isto é abundância!

Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida,
- Isto é benção!

E habitarei na casa do Senhor
- Isto é segurança!

Para todo o sempre.
- Isto é eternidade!



Passado, Presente e Futuro

Mensagem de Metatron Canalização de Sandra M. Luz - 27/05/2011

Amados Seres, EU SOU Metatron!
Trago minha energia em um vórtice de amor e luz branca, que neste instante desce sobre todos que se conectarem a minha energia.
Quais os significados dessas palavras que simbolizam o tempo linear para vocês?
Passado identifica tudo àquilo que já passou que já foi vivido, que não se pode mais modificá-lo.
Presente identifica o momento AGORA, o exato momento em que estão praticando uma ação, usando sua energia através do pensamento, palavras e ações.
Futuro, aquilo que você ainda não conhece que não tem o controle total e ainda não foi vivido.
Por que estou dizendo isso a vocês, devem estar se perguntando?
Porque desejo que tenham a consciência de alguns fatos, para que usem melhor suas experiências terrenas e aprendam com as lições vividas, para que as lições futuras que ainda estão por vir sejam vividas com mais felicidade e equilíbrio.
Amados Seres vejo que muitos de vocês vivem relembrando de suas experiências passadas e a maioria, relembra as experiências que trouxeram tristeza e dor as suas vidas.
E o que isso significa?
Significa que se trouxe dor é porque naquele momento a lição não foi aprendida, porque a dor é o resultado da não aceitação, do não entendimento, da rejeição do fato e do sentimento que trouxe a seu coração e a sua vida.
Quando vocês entendem o porquê daquela situação, ocorre a aceitação e então seu coração sereniza.
Mas a dificuldade de vocês em entender ocorre, porque julgam as situações e as pessoas apenas pelo que estão vendo com seus olhos físicos e ainda, envolvidos pelos seus sentimentos confusões e em desequilíbrio, trazem para vocês a dúvida, a mágoa, o sofrimento e tantos outros elementos que muitas vezes resulta em um desequilíbrio maior em seus corpos e em suas vidas.
Sabemos que a maioria de vocês não tem as informações sobre suas outras vidas, entretanto essas informações encontram-se em seus registros akashicos (registros internos), e se vocês verbalizarem que desejam entender o porque daquela situação, essas informações serão acessadas por vocês e então entenderão.
O sofrimento ainda é um processo pelo qual vocês passam por não entenderem e não aceitarem as situações e pessoas em suas vidas.
E o repetir, o relembrar das situações do passado, traz a vocês a informação de que isso ainda não foi devidamente curado em você.
E é preciso ser curado meus queridos, para que seu presente seja vivenciado como algo novo, como um presente, como novas conquistas.
E para que seu futuro seja ainda mais glorioso, porque será a demonstração de que venceste inúmeras batalhas e que conseguistes conquistar seus degraus de evolução.
E ainda meus queridos, é preciso que entendam definitivamente que, cada ser encontra-se em seu processo evolutivo e, portanto, eles não pensarão como vocês e nem pensarão por vocês.
A maioria de seus sofrimentos ocorrem por acharem que as pessoas devem entender vocês, e elas não podem fazer isso, porque elas não estão dentro de vocês.
Elas sempre irão avaliar as pessoas e as situações pelas informações que se encontram dentro delas e responderão da forma que sabem, da forma que aprenderam.
Ainda que para você elas estejam “erradas”, esse é o seu melhor, é o que ela tem registrado em seus registros internos.
Quando você evolui espiritualmente passa a ver as pessoas e as situações por um outro patamar, e no início desse processo muitos de vocês ficam estarrecidos com a atitude de muitas pessoas e não aceitam.
Mas é preciso que entendam o processo de cada um, e se ainda isso não for possível, é preciso aceitar o processo de cada um, pois isso ira curar o seu passado com relação aquela situação.
E então meus queridos o seu “Presente” estará pronto para ser vivido com lições novas, com novas interpretações sobre as situações, porque estará vendo não mais com os olhos físicos, mas com os olhos espirituais.
E os aprendizados que surgirem serão aceitos e entendidos sem sofrimento, sem dor, sem mágoa, porque você aprendeu que tudo é benéfico em suas vidas, pois tudo faz parte das lições pedidas por vocês e que foram concedidas para sua evolução.

E o que é o futuro?
O futuro é a conquista de novas freqüências vibratórias, onde você não é mais um Ser que sofre, mas um Ser que doa, que compartilha, que estende sua mão não mais para receber, mas apenas para doar o seu melhor, SEMPRE!
Que minha luz e meu amor neste instante traga a cada um de vocês a sensação, de que podem vencer e que são amados por todos nós.
EU SOU METATRON, o Senhor da Luz.


Enviado por Beth

bethymarciano@yahoo.com.br

http://rumoaodespertar-josi.blogspot/

Se um cão fosse professor...


Você aprenderia coisas assim:
Quando alguém que você ama chega em casa, corra ao seu encontro.
Nunca perca uma oportunidade de ir passear de carro.
Permita-se experimentar o ar fresco do vento no seu rosto.
Mostre aos outros que estão invadindo o seu território.
Tire uma sonequinha no meio do dia e espreguice antes de levantar.
Corra, pule e brinque todos os dias.
Tente se dar bem com o próximo e deixe as pessoas te tocarem.
Não morda quando um simples rosnado resolve a situação.
Em dias quentes, pare e role na grama, beba bastante líquidos
 e deite debaixo da sombra de uma árvore.
Quando você estiver feliz, dance e balance todo o seu corpo.
Não importa quantas vezes o outro te magoa, não se sinta culpado...
volte e faça as pazes novamente.
Aproveite o prazer de uma longa caminhada.
Se alimente com gosto e entusiasmo.
Coma só o suficiente.
Seja leal.
Nunca pretenda ser o que você não é.
Se você quer se deitar embaixo da terra, cave fundo até conseguir.
E o MAIS importante de tudo...
Quando alguém estiver nervoso ou triste, fique em silêncio,
fique por perto e mostre que você está ali para confortar.
A amizade verdadeira não aceita imitações!!!!

Do Fundo da Minha Alma

Faz alguns anos eu vivia seguindo o sistema doentio ao qual a maioria das pessoas ainda se encontra presa hoje.
Acreditava como se fosse lei que tudo era difícil de ser conseguido, que exigia muito sacrifício e abnegação e não conseguia encontrar meu equilíbrio pessoal.
Vivia me protegendo de sistemas empresariais corruptos e doentes, que só enxergam o poder e realização pessoal isolada, onde o todo não importa. Neste sistema, o ser humano e sua essência não tem espaço e eu vivia ainda com medo e receio que o amanhã não fosse bom, porque não confiava em nada...
Estava de fato contaminada por uma massa de seres humanos que ainda se encontravam adormecidos, que não conseguiam perceber que há algo maior e melhor para ser vivido... e sem nenhum sacrifício.
Passei por experiências ruins que, hoje entendo, foram fundamentais e me conduziram à transformação interior.
Sempre tive uma intuição muito forte e foi ela, sem dúvida, que foi responsável e me conduziu na caminhada evolutiva.
Conquistando meu equilíbrio pessoal, pude ver que as coisas mais singelas que assistimos em filmes "água com açúcar" podem existir e são tangíveis. Aprendi que amar e ser amada é possível -e ainda sem dor nem maus momentos-, e que esse sentimento pode fazer parte de sua vida num movimento intenso a preencher seu ser. É um sentimento maravilhoso que simplesmente acontece e se desenvolve quando estamos preparados.
Aprendi também que a tranquilidade e a paz interior podem fazer parte do meu dia-a-dia e não somente em determinados e raros momentos como acontecia antes; desenvolvi ainda uma enorme confiança interior e percebi que a vida é e pode ser muito fácil de ser vivida... Peça pelo pão nosso de cada dia e deixe o seu trabalho fluir, sempre amando o que faz.
Nesta minha trajetória de mudanças, tive como ferramentas a Radiestesia e a Mesa Radiônica e meus amigos, -que conto nos dedos, mas cada um sabe a importância que tem-, de minha família e, em primeiro plano do meu marido, que em tudo me apoiou para que esta transformação de vida se tornasse tangível.
O anseio de mudança é real quando você percebe que vem de dentro; este momento chega quando você observa que não pertence mais àquele meio em que se encontra, seja no seu relacionamento, na sua família, com os seus amigos ou no emprego que tem.
Este caminho de mudança requer esforço e determinação, pois em determinados momentos, aqueles vícios antigos de comportamento tendem a nos corromper, limitando o acesso a novas possibilidades. Requer ainda que você abandone suas máscaras, esqueça os seus medos e confie e se entregue ao Universo.
Esqueça que um dia foi importante agradar os outros, porque, na realidade, isso nunca foi importante. A única pessoa que você tem que agradar é você mesmo.
Não espere ser atendido em seus desejos somente pelo pensamento, expresse aos outros o que lhe é importante, diga ao mundo o que deseja para sua vida. Ria de seus defeitos e nunca se condene porque deixou de fazer algo, vá e faça!
No momento em que atingir seu equilíbrio pessoal, perceberá de maneira clara que alguns termos que podem parecer estranhos, como "amor incondicional", são possíveis e podem ser vivenciados; sentirá amor verdadeiro pelas pessoas sem esperar nada em troca, perceberá ainda que bens materiais são importantes, mas não são a coisa determinante e, neste momento, então, a mágica do dinheiro poderá se fazer presente em sua vida, pois o Universo fornecerá tudo que for necessário, trazendo muito mais do que você espera, acredite!
Neste momento de pleno equilíbrio, você sentirá de forma bem real o seu poder pessoal, a sua Divindade como imagem e semelhança do Criador, sentirá a autoconfiança que se manifestará em sua vida como a paz Divina. Este é um estado que favorece acontecer tudo que for preciso.
Uma das coisas importantíssimas de evitar nesta fase é a tendência a criticar, pois estamos de alguma forma nos diferenciando dos outros e tendemos a julgá-los.
Neste momento, há um perigo sutil: criticar o outro faz com que você absorva para sua vida as piores características dele; portanto, tente trazer as pessoas que estão à sua volta esse novo padrão vibracional, nunca se achando superior a alguém.
Estamos neste mundo em uma única vibração, nos complementamos no todo, então, quanto mais pessoas conseguirem atingir esse patamar de equilíbrio pleno, melhores serão as chances de um amanhã diferente.
Quando você atinge este equilíbrio pessoal, eliminando os bloqueios energéticos que impedem que sua energia pessoal flua, perceberá o motivo real de sua missão aqui na Terra e, então, conseguirá realizar-se como pessoa. Não mais se sentirá dominado por qualquer situação ou pessoa e se perceberá o senhor de sua vida e passará a expressar em essência o que há de melhor dentro de si.
Pela lei universal da ação e reação, ou a do ritmo -fluxo e refluxo da maré-, perceberá que as pessoas passarão a agir com você de acordo e pessoas que não têm nada a ver com a sua essência hoje se transformarão, ou deixarão de fazer parte de sua vida.
Neste momento de plenitude emocional, é muito importante que policie seus pensamentos e emoções; não convide pensamentos negativos para bater papo, eles já fizeram parte de sua vida no passado e nada de bom lhe trouxeram. Esses vícios antigos de comportamento por algum tempo ainda tentarão bater na porta de sua mente, até o dia em que de maneira automática não mais farão parte de sua vida.
Você passará a entender todas as situações que vivencia como lições e aprendizados diários; compreenderá de maneira mais clara o comportamento dos que lhes são próximos e perceberá que somente você está apto a dar início a uma vida diferente para si mesmo e que pode, sim, iniciar o processo de transformação também dos que estão ao seu lado.
Vamos criar um Mundo diferente, onde a maldade, a ignorância, a violência, a falta de amor e a atitude de prejudicar os outros em benefício próprio deixem de existir. Vamos, sim, amar de maneira incondicional a tudo e a todos, tendo sempre a certeza absoluta que tudo está sendo colocado em Ordem Divina!

:: Maria Isabel Carapinha ::


Fonte: http://www.stum.com.br/conteudo/c.asp?id=10922

A Arte de Valoriza-se


"Mas nós,nós que compreendemos a vida, não ligamos aos números..."  EXUPÉRY

Diante dessas palavras, deve-nos ficar bem claro o seguinte:
Não posso confiar nos outros,
Sem primeiro confiar em mim.
Não posso valorizar os outros....
Sem antes valorizar-me.
Não tenho condições de "CATIVAR" alguém,
Se eu mesmo,não gosto de mim,
E nem a mim mesmo eu "CATIVEI".
A arte de "compreender a vida" exige necessáriamente a arte de valorizá-la.
Sou um mistério do amor do "Pai", inconfundivel e único, pensado e criado para a felicidade...
E porque tantas vezes,vivo tão insatisfeito?
E porque não consigo alegrar-me com o que eu sou?
Com a vida que brota em mim, com as infindas possibilidades de realização que o dia a dia me ofereçe?
Ainda não me cativei...Talvez seja esta a verdade...
Não sei gostar de mim mesmo.
Não sei mar-me.
E isso não é bom...
Se a medida do amor aos outros deve ser a medida do amor que tenho a mim mesmo, como poderei amá-los, sem amar-me?


" AMAR O PRÓXIMO COMO A SI MESMO" diz "Jesus Cristo."


E se eu nõ gosto do que é meu...
Se não gosto do que faço...
Que condições terei eu, de gostar de meu próximo?
De amar o que é seu. e de sua propriedade.
De apreciar o que ele faz?
Certa vez, eu li uma frase que para sempre levarei comigo...


"É VERDADE QUE TENHO POUCO, MAS EU GOSTO DO POUCO QUE TENHO".


"NÃO SOU DONA DO MUNDO, MAIS SOU FILHA DO DONO>"


É isso amigos....
O amor faz o pouco ser bastante.....
CINCO PÃES E DOIS PEIXES.....


do livro O importante é cativar-se...........Carlos A. Schmitt........

Jô de Fênix.......


Fonte: http://portaldosanjos.ning.com/group/amareservir/forum/topics/a-arte-de-se-valorizarse

Quem não se comunica, se trumbica!


Sábio Chacrinha! Sua célebre assertiva merece ser repetida, especialmente quando o assunto é relacionamento! Afinal, não há amor à primeira vista ou atração fatal que resista a um casal que não consegue conversar, que não consegue falar sobre si, seus desejos e planos.
Outro dia, li numa revista que certo casal de famosos havia terminado seu relacionamento de cerca de dois anos por falta de assunto. E fiquei pensando sobre o que acontece com tantos casais que, depois de algum tempo juntos, parecem que já não sabem o que dizer, como dizer ou talvez até por que dizer qualquer coisa um ao outro.
Partindo do princípio de que amor é sinônimo de intimidade e cumplicidade, creio que seja praticamente condição sine qua non que o casal troque confidências, confie um no outro a ponto de lhe contar o que aconteceu de interessante no dia, entre outros detalhes para que o laço de afeto se fortaleça e se sustente...
Porém, para que essa comunicação exista, é preciso disponibilidade de ambos. O casal precisa querer manter um vínculo que é muito mais sutil e, não raro, mais forte que aquele que se consegue dividindo a mesma cama, a mesma mesa e o mesmo teto. Isso porque costumamos entrar no "piloto automático" e simplesmente deixar a vida rolar, dia após dia, sem nos darmos conta das escolhas que fazemos a cada palavra proferida, a cada olhar e até mesmo do silêncio que se instala sorrateiramente...
Acreditamos, ingenuamente, que o fato de dormirmos e acordarmos juntos todos os dias já é suficiente para garantir o relacionamento. E assim, milhares de casais vão levando a relação por 20, 30, 50 anos. Mas a que preço? À custa de quanto vazio, quanta tristeza, quanta mágoa?
Até os casais que se entendem muito bem sexualmente podem ter problemas na hora em que começam a conversar. Diante dos temas mais banais, terminam discutindo por bobagem, discordando um do outro por questões tolas, e isso nada mais é que a revelação indireta de que algo está mal resolvido entre eles. Algo não foi dito, não foi conversado, certamente.
O fato é o seguinte: em qualquer relacionamento, mas principalmente no amoroso, comunicação é essencial! Acredite! Quem não se comunica, se trumbica de verdade! Não tem saída! Não há paliativos! É preciso investir no diálogo. E se a grande questão for "como?", vou tentar ajudar...
Comunicação pode ser resumida de um modo muito simples, para que se comece a entender como é que a coisa funciona: um fala e o outro, nesse momento, precisa realmente escutar. Escutar com interesse, escutar com atenção, escutar com o coração aberto! E não escutar como a maioria de nós escuta, ou seja, já pensando no que vai responder, totalmente interessado em ter razão, em derrubar o argumento do outro, em provar que ele está errado!
Assim, minha gente, não há comunicação que dê resultado! Não há relacionamento que seja harmonioso! Não há conversa que acabe em conciliação e satisfação. Por mais que um pareça estar com a razão e o outro, equivocado, o final dessa dinâmica é sempre ruim. Porque a sensação que fica é de que conversar não adianta nada. De que nunca se consegue chegar a um consenso e falar, em última instância, é pura perda de tempo!
E assim, alimentando essa crença desastrosa, os casais vão se falando cada vez menos, se ouvindo cada vez menos e se sentindo cada vez mais sozinhos, mais descasados. O que antes era uma comunhão, uma parceria e uma troca, agora virou silêncio, saudade e solidão!
Se você quer mudar o rumo dessa história, sugiro que comece a ouvir. É, eu sei que você vai dizer que é o outro quem não o escuta, não lhe dá atenção e nunca está interessado no que você tem a dizer. Talvez seja mesmo, mas isso não importa agora! Se você realmente deseja recuperar a motivação desse amor, disponha-se a ouvir com todo o seu ser! Pare tudo e arrisque: "eu gostaria de saber, de verdade, como você gostaria que eu agisse, o que gostaria que eu fizesse para que você se sentisse mais feliz?". E ouça a resposta! Demore ela o quanto demorar, doa o quanto doer, escute a resposta!
Certamente, virão críticas, acusações, ressentimentos passados, sujeiras serão retiradas debaixo do tapete e você sentirá vontade de se defender inúmeras vezes. Mas não faça isso! Agora não é o momento! Agora é hora de ouvir atentamente tudo o que o outro tem a dizer. Esteja interessado realmente em saber o que você tem feito, dia após dia, que o tem magoado tão profundamente. E, mais do que isso, esteja realmente disposto a fazer diferente, pelo bem dessa relação, pelo bem do amor!
Fácil? Com certeza, não! Mas é a sua única chance, caso queira fugir das velhas e conhecidas "soluções-relâmpago", isto é, o que a maioria das pessoas fazem: ou fingem que nada está acontecendo e vão empurrando a relação com a barriga, conformando-se anos a fio de que casamento é assim mesmo. Ou trocam de parceiro, separam-se e se casam de novo, numa ilusão insana de que desta vez vai dar certo!
Pode até ser que dê, mas se der, eu posso apostar todas as minhas fichas de que, desta vez, houve diálogo e a comunicação foi soberana! Caso contrário, sinto em lhe informar: vai se trumbicar de novo!!!


:: Rosana Braga ::



Fonte: Somos todos Um

domingo, maio 29, 2011

Homem Perfeito

10 virtudes essenciais no Homem Perfeito.

Postado por Isaias Malta

Quando saem da adolescência, as mulheres enfrentam um verdadeiro périplo em busca do Homem Perfeito. Será que existe tal Príncipe Encantado? Em vista de algumas qualidades que este super-ser deve ter, então você poderá tirar as suas próprias conclusões:Essa imagem representa o que pode acontecer com aquelas mulheres que esperam o homem perfeito ou o príncipe encantado com seu cavalo branco. Elas mesmas dizem que homem é tudo igual, então por que escolhem tanto?


1) Saber ouvir e discutir a relação.


Ouvir é um dos sentidos mais pobremente desenvolvidos devido à influência do cromossomo opressor, ainda mais quando se trata de discutir a relação sem vislumbrar a mínima perspectiva de ter sexo no final de toda aquela voyage freudiana.

2) Ser fiel.


Teorias regadas a muita cerveja dão conta que a natureza nos fez machos procriadores e, com isto, herdamos a licenciosidade da poligamia. Só que temos que nos lembrar que devemos ser a ponte entre o animal e o Super Homem*.

3) Dividir as lides do lar.


A trava existente no cromossomo Y nos permite chegar no máximo à lavagem de louça, mas a natureza nos inibe de lavar roupa e varrer.

4) Só exterioriza suas manifestações fisiológicas em lugares adequados.

Tenhamos em mente que peidos e arrotos são bem vistos nos países orientais, logo, porque não nos mudamos para lá?

5) Empresta seu carro e fragilíssimos equipamentos eletrônicos/óticos sem impor mil recomendações e ressalvas.

Não sei porque as mulheres se ofendem quando emprestamos algo que nos é muito caro e damos uma relação de muitos “cuide, “não faça”, “não quebre”, “não suje”, “não estrague”...

6) Notar o vestido novo da mulher.


Se as mulheres pudessem dimensionar pequenez da área percepcional do nosso cérebro dedicada às roupas, teriam grande compaixão da nossa incompetência.

7) Lembrar do aniversário da parceira e das datas significativas para os dois.


Lembro do aniversário da minha mulher porque um mês antes ela inicia uma prudente campanha rememorativa para ativar a minúscula e remota área do meu cérebro destinada ao armazenamento de datas.

8) Ser parceiro nos momentos lúdicos.
Num casamento que é Casamento com “C” maiúsculo, os companheiros levam uma vida emocional a dois. Isto significa romper com a lógica que concebe diversão como sendo exclusivamente tomar cerveja na companhia de amigos.

9) Permitir que a mulher enrosque durante a noite os pés frios no seu corpo quente.



É duro você fazer isto, porque depende de uma reprogramação do seu subconsciente para não afastar instintivamente o seu corpo, quando no inverno a mulher encosta aquelas pedras de gelo na raiz dos seus joelhos.

10) Não pensa só em sexo.

Rezam as teorias de botequim que o nosso cérebro é muito simples porque tem 95% da área do telencéfalo ocupado pelo instinto da cópula. Já a complexidade psíquica das mulheres abriga inúmeras áreas difusas tais como romance, clima, ambiente, carinho, preocupações com as unhas, reforma da casa, flacidez, cabelos, dinheiro, filhos, celulite, idade, peso, reforma da casa, dinheiro, etc. Pobres de nós que temos uma única e banal necessidadezinha básica!

Aviso às mulheres:
Nós homens podemos ter algumas das qualidades acima, mas nunca todas. Por que? Porque corre nas nossas veias o hormônio mais ingrato da natureza chamado Testosterona, que nos torna violentos, arrogantes, bagunceiros, turrões, obstinados, ou seja, se porventura as nossas qualidades possam ser atribuídas à Deus, nossos defeitos podem ser creditados certamente à nossa natureza animal.
Assim, vivemos um constante conflito resultante do nosso dualismo fundamental: lutamos durante toda a vida para aumentarmos a nossa humanidade, enquanto nossos hormônios nos impulsionam para baixo, em direção aos nossos instintos básicos. Portanto, se o Homem Perfeito existe na mundanidade, ou ele é Super-Herói, ou é Gay. Fico com a 1ª alternativa.
Apesar de me considerar longe do Super Herói, a posteridade há de reconhecer que me esforçei para cumprir o papel nietzscheniano* de servir de ponte entre o animal e o Super Homem.

* Friedrich Wilhelm Nietzsche: filósofo alemão considerado o responsável pela morte da metafísica, foi o autor concepção do Super Homem, um dos seus mais emblemáticos aforismas, que perpassou a sua obra [

Fonte: http://www.blogpaedia.com.br/2010/01/10-virtudes-essenciais-no-homem.html


CLARO QUE ESTE TEXTO FOI ESCRITO POR UM HOMEM...  Mas não deixa de ter lá suas verdades!!! kkk  AMIGAS... ACORDEM!!!!



A linguagem do Coração

Deixar falar a voz do coração é fazer fluir nossa essência, libertando nossa verdadeira identidade, a espiritual.

A aceitação tão e somente dos cinco sentidos no cotidiano da vida cria um bloqueio que intercepta esta energia, direcionando-a para a área cerebral e impossibilitando contatos mais elevados da essência, pois o que percebemos com os nossos cinco sentidos é apenas a ponta do iceberg.
O mesmo acontece com nossos relacionamentos e situações. A única coisa que podemos alterar é a forma como vemos essas coisas.
Quando compreendemos que nossas atitudes de ignorância, egoísmo, competitividade e medo criam resultados negativos em nossas vidas, temos a opção de mudar nossos pensamentos e crenças.
Se escolhermos livrar nossa mente de expectativas negativas e preconceituosas veremos a vida de um ponto de vista completamente novo, cheio de luz e explendor espiritual.
À medida em que nos desenvolvermos e cultivarmos pensamentos elevados e carinhosos criaremos condições e experiências de natureza positiva.
Dessa nova perspectiva descobriremos nosso eu verdadeiro no fundo do nosso coração.
Quando começamos a redespertar os instintos que Deus nos deu e utilizar todos os instrumentos que foram concedidos começaremos a encontrar as conexões que temos procurado.
Estamos numa jornada pela vida procurando equilibrar as ilusões do mundo material e a verdade que é o espírito.
Somos todos seres espirituais numa viajem em direção à Luz. Ao atravessar o véu da ilusão e penetrar na grande conexão divina do universo descobriremos que não existe separação entre "céu" e terra. A realidade é só uma.


Fonte: No Caminho da Luz

Gostava tanto de você



“Não sei por que você se foi, Quantas saudades eu senti, E de tristezas vou viver, E aquele adeus não pude dar, Você marcou a minha vida, Viveu morreu na minha história, Chego a ter medo do futuro, E da solidão que em minha porta bate, E eu gostava tanto de você, Gostava tanto de você, Eu corro e fujo destas sombras, Em sonhos vejo esse passado, E na parede do meu quarto, Ainda está o seu retrato, Não quero ver para não lembrar, Pensei até em me mudar, Lugar qualquer que não exista, O pensamento em você, E eu gostava tanto de você, Gostava tanto de você!”



Certamente alguém já ouviu essa canção e pensou que era mais uma música sobre um cara que foi abandonado pela mulher que amava.
Num dia desses me falaram a verdadeira história. Para quem não sabe, o autor de "Gostava tanto de você" não escreveu esta música por causa de uma mulher qualquer que o tinha abandonado, mas sim, para a filha que havia falecido.
Depois, releia a letra da música pensando no verdadeiro significado.
Estou enviando esta mensagem só para dizer: Aproveite cada momento da sua vida ao máximo, passe o maior tempo possível com as pessoas que você ama e torne estes momentos inesquecíveis.


"A vida não é medida pelo número de vezes que você respirou, mas pelos momentos em que você perdeu o fôlego... de tanto rir; de surpresa; de êxtase; de felicidade; de uma vida com Deus"


Viva abundantemente (Jo 10:10b),
Bjs em sua alma!
 
(Recebido de uma grande amiga, que esteve presente durante uma fase muito triste de minha vida. Obrigada minha linda: Pastora Jandimara Gianotti)

Laços de Almas


Obviamente, poderíamos falar durante horas sobre isso.

Então, vou tentar, assim mesmo, fazer um resumo e dar a vocês elementos de forma sintética.
A primeira coisa a dizer é que, quaisquer que sejam as almas que os rodeiam, quer sejam elas irmãs gêmeas, complementares etc., etc..., hoje (mesmo se é muito agradável e por vezes desagradável sentir atrações de almas e, até mesmo, atrações de Espírito), não é preciso cair na armadilha da dualidade.
Quer dizer que lhes é preciso se conceber como seres inteiros, totalmente sós, isso é extremamente importante.
Agora, efetivamente, devido ao fato de que os véus são levantados, que as distâncias que separavam as dimensões e os planos estão muito diminuídas, se preferem, vocês todos ouviram falar, ou mesmo viveram, experiências de ‘almas irmãs’, de ‘chamas gêmeas’, de ‘almas gêmeas’ e de ‘almas complementares’.
Obviamente, todos os reencontros que fizeram nesta encarnação, e, em primeiro lugar, tanto aqueles que vocês reencontram, como aqueles a quem vocês chamam os genitores, são pessoas com quem vocês têm laços de alma extremamente específicos.
Acima, eu creio, fui suficientemente entendido, há muito tempo, não vamos voltar lá.
Ao contrário, com relação ao que você pergunta e que concerne preferencialmente aos reencontros que não estão ligados, «a priori», ao que chamamos as linhas hereditárias: um dia, você passeia, você assiste a uma conferência, você faz um seminário e, literalmente, você lampeja sobre uma alma que está lá, pouco importa a diferença de sexo, diferença de idade.
Há uma atração magnética, indescritível e que não é a mesma coisa que um amor à primeira vista no sentido sexual, mas, entretanto, há ali algo que é ainda mais forte.
Então, que isso quer dizer?
Quer isso dizer que você deve deixar mulher, filho, família, para ir para esta Vibração que você reconheceu?
Não, porque o que chamamos reencontros de almas, existem e existirão mais e mais.
Então, se a cada vez que você reencontrar uma Vibração que deslancha uma atração específica, você quebra tudo, isso vai fazer sobrecarregar os escritórios de divórcios, não é?
Então, é preciso prestar atenção.
A atração mostra uma reconexão e um reconhecimento.
Além desse reconhecimento, quer isso seja uma ‘alma irmã’, quer seja uma alma com a qual há um contrato, que seja, ainda mais alto, o que chamamos as ‘chamas gêmeas’, jamais lhes foi pedido de se colocar juntos e viver juntos ou ter uma Vida específica juntos, não.
O que vocês têm a apreciar e a viver, é a reconexão em si, ou seja, a possibilidade de conectar uma parte de vocês que vocês ocultaram.
Não é preciso ver o outro como um objeto de desejo, eu diria, ou um objeto com o qual vocês vão construir grandes ideais, mesmo se, por vezes, há contratos de almas.
Há ‘almas irmãs’ que têm necessidade de caminharem, em alguma parte, juntas.

Mas quando eu digo alguma parte, não é estabelecer uma relação sexual ou amorosa ou privilegiada, se querem.
Isso deve, ao contrário, abri-los ainda mais porque, aliás, as pessoas que têm esta sensibilidade às almas irmãs e às almas complementares, quando é a primeira vez, elas acham que isso é mágico.
E depois, elas vêem que a experiência se reproduz todos os anos e, aí, elas começam a dizer "Uau, que acontece? Não vou mesmo quebrar meu meio de Vida todos os anos" e elas têm toda razão.
Vocês têm simplesmente que viver a experiência da Vibração e da energia desta reconexão específica.
Então, as almas que são ‘complementares’, são as almas cujas cores são diferentes e elas têm a impressão que podem se aninhar juntas, mas elas não têm carma juntas.
É uma reconexão que está além, eu diria, da encarnação.
É algo que se situa lá acima e não aqui, não nesta dimensão.
As ‘almas irmãs’ são almas que frequentemente caminharam, lado a lado, em papéis diferentes: irmãos, irmãs, amantes, maridos, mulheres e ascendentes, descendentes ou relações profissionais importantes, relações fortes nesse nível.
Essas almas irmãs se reencontram muitas e muitas vezes e não é fácil viver com uma alma irmã, contrariamente ao que se poderia crer.
A Vida a mais simples, é a Vida em que as almas não têm um contrato de almas, mas uma missão espiritual, independentemente de qualquer relação como alma irmã, alma gêmea ou chama gêmea ou alma ligada por um contrato porque há, nesse nível, uma liberdade e um respeito e uma relação que se situa pela ligação espiritual e não mais por qualquer relação carnal, afetiva ou de dependência.
A maior parte das relações de ‘almas irmãs’ são de fato relações de dependência que, mesmo se elas desabrocham, conduzem, como o sabem, de maneira por vezes discordante, a uma confusão.
É muito importante compreender.
Agora, as ‘chamas gêmeas’, são, aí, uma reconexão que se faz bem além da matéria, quer dizer, são almas que saíram da mesma Fonte ou da mesma ejeção da Fonte com relação à constituição primária de sua chama de Espírito, ou seja, de seus corpos de Luz ou seus corpos de Existência [corpos de Estado de Ser].

Mas isso não significa, em caso algum, que há uma relação a estabelecer num plano formal.
Recordem que são reconexões vibratórias que são destinadas, antes de tudo, a lhes render ao que vocês são, na inteireza, porque vocês são inteiros a vocês totalmente sós, eu lhes asseguro, mesmo se, por vezes, seja realmente sedutor olhar-se no olhar do outro, admirar-se ou detestar-se, também, no olhar do outro.
O animal humano é um animal social, mas o que vocês chamam casal é algo específico desta dimensão e que ilustra a dualidade.




Trecho extraído da mensagem do Amado OMRAAM (Aïvanhov) no site francês:


Fonte: http://www.autresdimensions.com/article.php?produit=423

Dez coisas que devemos aprender com o Japão

Enviemos nossas melhores vibraçoes de amor e paz a nossos irmáos e observemos seu exemplo mesmo nos momentos difíceis:


– 01 –  A CALMA  - Nenhuma imagem de gente se lamentando, gritando e reclamando que “havia perdido tudo”. A tristeza por si só já bastava.


– 02 – A DIGNIDADE - Filas disciplinadas para água e comida. Nenhuma palavra dura e nenhum gesto de desagravo.


– 03 – A HABILIDADE - Arquitetos fantásticos, por exemplo. Os prédios balançaram, mas não caíram.


– 04 – A SOLIDARIEDADE - As pessoas compravam somente o que realmente necessitavam no momento. Assim todos poderiam comprar alguma coisa.


– 05 – A ORDEM - Nenhum saque a lojas. Sem buzinaço e tráfego pesado nas estradas. Apenas compreensão.


– 06 – O SACRIFÍCIO - Cinquenta trabalhadores ficaram para bombear água do mar para os reatores da usina de Fukushima.Como poderão ser recompensados?


– 07 – A TERNURA  - Os restaurantes cortaram pela metade seus preços. Caixas eletrônicos deixados sem qualquer tipo de vigilância. Os fortes cuidavam dos fracos.

– 08 – O TREINAMENTO - Velhos e jovens, todos sabiam o que fazer e fizeram exatamente o que lhes foi ensinado.


– 09 – A IMPRENSA - Mostraram enorme discrição nos boletins de notícias. Nada de reportagens sensacionalistas com repórteres imbecis. Apenas calmas reportagens dos fatos.


– 10 – A CONSCIÊNCIA - Quando a energia acabava em uma loja, as pessoas recolocavam as mercadorias nas prateleiras e saiam calmamente.


NENHUM ARRASTÃO, CONTRA O POVO ou PARA ROUBAR O COMÉRCIO


“A passagem do tempo deve ser uma conquista e não uma perda.”


"A visão dualista e fragmentada do mundo e dos indivíduos que leva ao princípio de que a Natureza vista como exterior à pessoa humana pode ser explorada indiscriminadamente por este, deve ser substituída por uma visão holística e transdisciplinar segundo a qual tudo depende de tudo do que decorre o princípio segundo o qual o indivíduo não somente faz parte da natureza mas que ele é feito e composto por ela.
Disto decorre que tudo que afeta a Natureza e o todo,  afeta cada um de nós como indivíduos." Pierre Weil

Com amor
Márcia


Manifestemos nossa paz!


Fonte: http://hankarralynda.blogspot.com/2011/05/dez-coisas-serem-aprendidas-com-o-japao.html

Fatalidades, porque acontecem?

Ao nos preocuparmos excessivamente com as fatalidades da vida, estamos criando as condições para que elas nos aconteçam. Veja, nesta canalização, como isso pode ser evitado
A beleza da vida; já pararam para admirá-la? Muitas vezes, a vida arranca de vocês exclamações de horror, de vergonha, de desgosto, de espanto. Mas a beleza da vida, que Deus criou como algo perfeito, iluminado, abundante, onde está? A beleza da vida está como jóia oculta em seus corações, meus filhos.
E é preciso buscá-la, descobri-la, ressuscitá-la. A vida é bela, sem dúvida, e não é exagero, não é demagogia, não é conversa de espíritos. A vida é bela, e precisam vocês reencontrá-la, a jóia oculta em seus corações. A conexão com o Divino, a Presença EU SOU, está a lhes indicar o caminho para a beleza e a vivência dela o tempo todo. Se pararem para pensar em cada momento, cada circunstância de suas vidas, se pararem para observar a perfeição em tudo que os cerca - mesmo nas coisas que consideram fatalidade -, verão e constatarão a beleza da vida.
Vamos falar dessas fatalidades que muitas vezes acontecem a vocês. Estão aqui na Terra expostos a todo tipo de vicissitudes: assaltos, encontros indesejáveis, uma briga no trânsito, uma perda, uma desilusão. São inúmeras as possibilidades de situações desagradáveis e problemáticas no seu julgamento de valor. Mas, já pararam para pensar por que elas ocorrem? Por que ocorrem situações infelizes, que fazem sofrer? Não será o resultado de ações do passado ou de ações do presente?
Se a sua mente é criadora de realidades, e realidades num nível de detalhe que não podem imaginar, então, de onde vêm essas situações senão de sua própria mente? Muitas vezes, o medo de sair na rua é o que atrai o assaltante. Muitas vezes, a preocupação em guardar dinheiro, de proteger-se das vicissitudes do futuro, é que atrai a perda, o roubo, o prejuízo. Porque, ao criarem essas formas-pensamento e agirem conforme o perigo fosse real, existente, estão de fato atraindo os perigos para si.
É incrível, realmente, como vocês todos que têm essa noção de perigo, como criam o perigo a cada instante. Quando fazem o seguro do carro, quando guardam o dinheiro no cofre do banco, quando compram o cachorro bravo para não deixar ladrão entrar em casa, estão todos criando um inimigo, um perigo imaginário e fazendo algo muito concreto para evitá-lo. Pois muitos de vocês, ao realizar essas criações, estão atraindo os perigos para si.
Há no mundo uma lei, uma máxima que gostaria de lhes expor aqui hoje, uma frase que usam e que vamos dissecar; é uma metáfora, mas bem sintomática desse tipo de situação que desejo abordar. A máxima é "quanto mais eu rezo, mais assombração me aparece". Porque rezar para não aparecer assombração, rezar para Deus proteger dos perigos, dos assaltos, dos bandidos, é pressupor a presença desses encontros em suas vidas. Vocês já sabem, têm experiência suficiente para entender isso: o que a gente pensa, atrai.
O que a gente teme, atrai. Ao ficar com aquele pensamento fixo, alimentado dia e noite, de que será assaltado, de que precisa tomar cuidado, de que o dinheiro precisa estar seguro senão alguém rouba, que o dinheiro não vai dar... e infinidades de pensamentos assim, negativos, estão realmente criando esses eventos para si. Há pessoas que pensam nisso muito persistentemente, e, de tanto pensarem, atraem. É normal que tenham ainda esse tipo de pensamento. Que lhes ocorra um pensamento negativo, um medo, um mau presságio, é um evento isolado, não será suficiente para trazer essas fatalidades.
Apesar de que, em certas circunstâncias, pode realmente trazer. Mas os pensamentos negativos, os medos alimentados dia e noite, como preocupações obsessivas, esses são perigosos, esses são tão prejudiciais para a sua vida que precisam parar de alimentá-los. É como inflar um balão; chega um ponto em que o balão explode porque não agüenta mais.
Para viver em paz nessa vida, vocês devem realmente parar de alimentar preocupações, temores, medos desnecessários. A vida está aí, é dinâmica, é cheia de acontecimentos, e vocês precisam acostumar-se a ver tudo isso acontecer à sua volta - os eventos que outros criam, muitas vezes - e não se identificar com eles. Precisam realmente ver o mundo com olhos de observador, e só tomar parte das ações que desejam, que acham proveitosas para si. Podem ver esse cotidiano de violência, de medo, de pobreza, e não participar disso. Quando digo não participar, não digo não auxiliar; é diferente. Vamos hoje considerar não participar com não conjuminar com tais eventos, não compartilhar as preocupações e criações negativas de outras pessoas.
Podem vocês, dependendo dos pensamentos que têm a partir de sua própria vida, viver despreocupados. Deixando de alimentar medos, fobias, confiando mais na mão serena do Universo, que quer o bem de todos, podem levar uma vida mais tranqüila. Não rezem para afastar as assombrações, posto que elas não existem - e que são vocês que as atraem com pensamentos negativistas. Precisam entrar noutra faixa de sintonia, a faixa em que tudo dará certo, a faixa da abundância, a faixa do "eu terei sempre o que precisar", a faixa do "nada pode me deter", a faixa do "não atraio circunstâncias infelizes". Precisam ajustar suas mentes para o positivo, para o abundante, o próspero. Filhos, é apenas uma questão de sintonia mental. Há áreas de sua vida em que podem fazer isso realmente, abandonar os medos. E sugiro que o façam em áreas que considerem mais fácil ir treinando, ver os resultados, encorajando-se para projetar o mesmo tipo de pensamento, de consciência positiva para outras áreas em que têm maior dificuldade.
Se desejam um novo emprego, por exemplo, ou se desejam tal entrada de dinheiro, um trabalho extra aqui ou ali, alimentem isso com clareza, pensem muito positivamente a esse respeito. Comecem a fazer planos para o dinheiro que receberão, ajam como se o evento já estivesse certo, pois isso cria uma forma-pensamento positiva, que atrai as circunstâncias que desejam.
Precisam usar a força de suas formas-pensamento para lhes trazer alegrias e eventos felizes, trazer aquilo de que precisam, e não aquilo que mais temem. Não alimentar formas-pensamento de medo, de situações indesejáveis, e sim de realizações, de conquista, de alegrias. É a maneira como poderão mudar a vida de vocês. Pois tudo no mundo são formas-pensamento, como já dissemos antes.
Se pudessem ver as formas-pensamento de vocês, habitando o seu derredor, como aqueles balõezinhos das histórias em quadrinhos, como cenários visíveis da sua vontade, como possibilidades de futuro, como flashes de situações, então, realmente, quereriam apagar todas as formas-pensamento negativas e só andar com formas felizes, de conquista.
A negatividade, para os seres sutis, é realmente visível. Podemos ver como que todos os filmes que existem em sua mente, apresentando-se na forma de flashes que mostram o que têm pensado, o tipo de realidade que criam para vocês. Procurem mudar esses filminhos, se podemos chamar assim, para cenas de felicidade, de encontros, de realizações. E vocês vão viver exatamente isso quando chegar o momento em que essas formas-pensamento vierem à manifestação. Simplesmente, precisam ousar, precisam pensar diferente. Não podem criar eventos felizes, formas-pensamento de alegria e construção que rivalizam com velhas formas de desilusão, de perda, de problemas, de conflitos.
Precisam, por isso, escolher uma área ou assunto de sua vida em que não seja muito difícil manter formas positivas - uma área qualquer, mas que seja de resultados concretos lá na frente - e manter essa forma-pensamento viva, alimentá-la diariamente e agir como se já estivesse certa a sua realização. Façam essa experiência e vejam como o resultado surgirá. Mas tenham paciência, pois o tempo do Universo leva pode não ser o mesmo em que vocês talvez desejem realizar. Vocês podem querer alguma coisa para a semana que vem, mas, na verdade, aquilo virá à manifestação no mês seguinte.
Deixem a questão do quando por conta de Deus, é a concessão que precisam fazer. E deixem o como também. Não se preocupem em imaginar ou determinar como a coisa se realizará. Se vocês pensam num emprego assim e assado, numa firma com tais e tais características, vocês restringem muito as condições. E quanto mais fecham o leque, mais circunstâncias têm de ser acomodadas pelo Universo para trazer aquela realidade à manifestação. Se desejarem algo muito estritamente, de modo tão determinante, tão cheio de implicações, o tempo que o Universo levará poderá ser muito longo. Pensem então de forma aberta, deixem o como para o Universo cuidar, pois Deus sabe, exatamente, como coordenar as coisas, e da coordenação perfeita das coisas e da vida dos seres, a forma-pensamento de vocês transformar-se-á em realidade.
Treinem , portanto, treinem com algo simples, um desejo ou meta simples, e confiram os resultados. Tentem perceber como foi que a coisa aconteceu, como veio à manifestação. E, com essa experiência positiva, encorajem-se para dar passos mais ousados e cuidar daquela área em que têm mais medo - como medo de assalto, por exemplo. Tomem as precauções que precisam tomar: façam o seguro, coloquem grade na janela, mas, uma vez feito isso, esqueçam do risco de assalto. Deixem isso para lá. Pensem assim: já tomei minhas precauções para que tal evento não aconteça, e agora posso parar de pensar nisso. E parem realmente.
Há também - sempre há, não adianta negar - a possibilidade de ocorrerem fatalidades em sua vida, coisas que vêm não se sabe de onde, que vocês não estão atraindo com seus pensamento. Esse tipo de situação - acidentes, problemas diversos - ocorrem, e vocês poderão dizer "mas eu não estava alimentando isso, eu jamais tive um temor desse tipo para criar uma forma pensamento que trouxesse isso". Nesses casos - e todos estão sujeitos a isso na terceira dimensão -, muitas vezes, há o retorno de situações passadas, ajustes, aprendizados que o ser tem de passar para o seu crescimento. Nada acontece por acaso. O medo da fatalidade está muito arraigado em vocês, e vivenciam esses eventos como algo negativo, como algo assustador. Mas, se pensarem que a vida é eterna, que tudo passa, que os sofrimentos podem ser como pontadas ou desconfortos que logo passam - desde que os deixe passar, desde que os deixe vir como vieram -, talvez as fatalidades não sejam tão assustadoras.


Na paz e na luz me despeço,
Áprica.

Fonte: http://templodeyris.com.br/

sábado, maio 28, 2011

Coração confiante...


"Se você tem o coração que confia, nada é impossível —até mesmo Deus não é impossível.
Mas você precisa ter um coração confiante.
Uma mente confiante não adiantará, porque estruturalmente a mente não pode confiar. Ela é incapaz de confiar.
A mente só pode duvidar; a dúvida é natural para a mente, é intrínseca à mente.
A cabeça nada pode fazer a não ser duvidar. Assim, se você começar a forçar crenças à cabeça, essas crenças só esconderão suas dúvidas.
Nada acontecerá através delas.(...)
Para a mente, crer não é possível; a mente pode apenas duvidar. A dúvida cresce da mente como as folhas crescem das árvores.
A crença surge no coração.
O coração não pode duvidar, só pode confiar.(...)
A cabeça pode apenas criar falsidades, substitutos.
Você pode permanecer comprometido com elas, mas sua vida será desperdiçada. Você permanecerá uma terra árida, um deserto.
Você nunca florescerá, nunca saberá o que é um oásis.
Não conhecerá o menor contentamento, a menor celebração.
Assim, quando digo que crer pode tornar coisas impossíveis em possíveis, refiro-me a crer pelo coração — um coração inocente, o coração de uma criança que não sabe como dizer "não", que conhece apenas o sim — mas não o "sim" contra o "não".
Não que a criança diga "não" por dentro e "sim" por fora; isso é da cabeça.
Essa é a maneira da cabeça; sim por fora, não por dentro, não por fora, sim por dentro.
A cabeça é esquizofrênica. Nunca é total e una.
Quando o coração diz "sim" ele simplesmente diz "sim".
Não existe conflito, não existe divisão.
O coração está integrado com o seu sim; essa é a verdadeira crença, confiança.
É um fenômeno do coração.
Não é um pensamento, mas um sentimento, e, essencialmente, nem mesmo um sentimento, mas um estado de ser.
No início, a confiança é um sentimento; em seu florescimento final, é um estado de Ser."
Osho em Mojud: O Homem com a Vida Inexplicável

Alcançar a dimensão da confiança em nós, é o mesmo que apaziguar os conflitos, aquietar as expectativas, soltar as rédeas do controle, descansar a alma naquilo que É.
Vivemos tão intensamente de sonhos, de futuro, daquilo que será - que por ser distante do momento presente gera uma grande tensão - pelo simples fato de que não existe ainda...daí que todas as possibilidades ainda estão em aberto, todas as possíveis respostas ainda não foram de fato respondidas, e só nos resta esperar que aquilo que tiver que acontecer aconteça.
Nesse meio termo, ao que nos agarramos? Na mente.
Nos infindáveis pensamentos, analises, possibilidades imaginárias, possíveis problemas, possíveis soluções...a rede de pensamentos se multiplica...indefinidamente...
Nada se tem de verdade. Apenas pensamentos que passam na tela da consciência.
Mas o coração confia, sempre! Pois o coração é único, indivisível, absoluto. Manifesta a unicidade da consciência universal, está ancorado naquilo que É.
Enxerga além das aparências, sente além das ilusões, e conhece profundamente, muito além de qualquer contradição...
Centrados no coração, estamos ancorados na verdade, somos a própria verdade.
Não importa mais nada. O coração é o único que realmente conhece...ou melhor, o coração é o verdadeiro conhecimento...
Amor
Lilian


Fonte: http://ventosdepaz.blogspot.com/2011/05/coracao-confiante.html

As 7 Filosofias Cigana


1- FELICIDADE - um campo aberto, um luar, um violão, uma fogueira, o canto do sabiá e a magia de uma cigana.
2- ORGULHO - é saber que nunca participamos de guerras e nunca armamos para matar nossos semelhantes. Somos os menestréis da paz.
3- AMOR - amar é vivermos em comunidade, é repartir o pão, nossas alegrias e até nossas aflições.
4- LEALDADE - é não abandonar nossos irmãos quando precisam. É nunca negar o ombro amigo, a mão forte e o incentivo à vida.
5- RIQUEZA - é termos o suficiente para seguirmos pela estrada da vida.
6- NOBREZA - é fazermos da humilhação um incentivo ao perdão.
7- HUMILDADE - é não importar-se em ser súdito ou nobre, importar-se apenas em saber servir.

Prece de Cáritas

Deus nosso Pai, Vós que Sois todo poder e bondade.
Dai a força àquele que passa pela provação.
Dai a luz àquele que procura à verdade.
Ponde no coração do homem a compaixão e a caridade.
DEUS, Dai ao viajador a estrela guia,
Ao aflito a consolação. Ao doente o repouso.
PAI, Dai ao culpado o arrependimento,
Ao espírito a verdade. A criança o guia. Ao órfão o pai
SENHOR, Que a Vossa bondade se estenda sobre tudo que criaste.
Piedade Senhor para aqueles que não Vos conhecem,
A esperança para aqueles que sofrem.
Que a Vossa bondade permita aos espíritos consoladores
Derramarem por toda parte a paz, a esperança e a fé.
DEUS,um raio, uma faísca do Vosso amor pode abrasar a terra.
Deixai-nos beber nas fontes esta bondade fecunda e infinita 
 todas as lágrimas secarão, todas as dores acalmar-se-ão.
Uma só oração, um só pensamento subirá até Vos,
como um grito de reconhecimento e de amor.
Como Moisés sobre a montanha
nós Vos esperamos com os braços abertos
Oh bondade ! Oh beleza ! Oh perfeição !
E queremos de alguma sorte alcançar Vossa misericórdia.
DEUS, Dai-nos a força de ajudar o progresso a fim de subirmos até Vos.
Dai-nos a caridade pura. Dai-nos a fé e a razão.
Dai-nos a simplicidade, que fará de nossas almas…
um espelho onde se refletirá a Vossa Santa e Misericordiosa imagem.
ASSIM SEJA

Psicografada na noite de 25 de dezembro de 1873 pela médium Madame W, Krill, num círculo espírita de Bordeaux, França.

A Deusa Scâthach.


Achei esse texto fantastico de Rosane Volpatto, estou repassando para vcs.
A Deusa Scâthach era conhecida como "a Mulher que semeia o Medo". Deusa cujo reino era a Ilha de Skye (Sombra), onde treinava os jovens nas artes bélicas e na caça.
No entanto, apenas os aprendizes mais decididos sobreviviam à jornada, pois tinham que atravessar uma ponte instável que atirava os iniciados imprestáveis a água.
A perigosa ponte e outras tarefas difíceis e paradoxais eram típicos ao treinamento de Scâthach. As guerreiras-mestre, enviavam seus iniciados em buscas e depois colocavam barreiras em seu caminho. Na maioria das vezes, essas barreiras eram as próprias guerreiras,

transformadas em bestas ou guerreiros maléficos.
O herói irlandês Cuchulainn atravessou a ponte de Scâthach com o "salto do salmão": pulou até o meio da ponte e, com um segundo pulo, chegou até a outra extremidade, demonstrando metaforicamente o pulo de fé para ingressar no reino feminino.
Considerações lógicas e racionais devem ser postas de lado. A investida direta, a maioria das vezes, é o caminho mais curto ao mundo do inconsciente. A ajuda de uma mulher é importante, pois ela já nasce treinada nos mistérios femininos, possuindo um elo nato com a noite, a escuridão, o útero e a Grande Mãe. Isso, se não tiver sido rompido pelo sistema de valores patriarcais que despreza esses segredos femininos.
Scâthach ensinou a Cuchulainn as técnicas de guerreiro e também os mistérios do sexo. De acordo com a lenda, ela ofereceu-lhe "a amizade das coxas". Toda a guerreira celta era conhecida como uma furiosa amante erótica, mesmo podendo ser uma temível inimiga.
Segundo as velhas leis celtas irlandesas, era exigido de todo o proprietário de terras que servissem de guerreiro em seu clã e como as mulheres também tinham o privilégio de serem  proprietárias de terras, estavam obrigadas a fazerem parte da casta de guerreiros. Algo que era considerado uma honra.
Para os que não tinham posse de terras, era mais difícil obter essa honra. Havia a possibilidade dos pais darem seus filhos e filhas em adoção a um guerreiro(a), porém nem todas as famílias podiam custear tais despesas, pois o treinamento era cobrado. Geralmente os filhos passavam a servir o guerreiro(a), em troca da iniciação à arte da guerra. Outra possibilidade era por méritos próprios, como a condecoração por um feito heróico, ou algo do gênero.
As mulheres foram desvinculadas desse treinamento no ano 697 d. C, aproximadamente, por uma  lei irlandesa conhecida como "Cain Adamnain", editada por um bispo chamado Arculf, que depois acabou sendo chamado de São Adamnain. Júlio César disse que as mulheres guerreiras irlandesas possuíam muita força e em uma batalha contra os celtas, quando elas eram chamadas, havia muita pouca chance de se obter uma vitória.
Todos os guerreiros celtas, homens e mulheres, estavam submetidos a certos códigos de honra, que na Idade Média, ficou conhecido como "Códigos da Cavalaria".
As mulheres guerreiras não só desfrutavam do status da elite guerreira, como também tinham  obrigações. Uma das principais era instruir os novos guerreiros. Era costume celta as mulheres ensinar os homens e os homens ensinarem as mulheres.
A iniciação dos guerreiros era composta por três partes: armamento, cognominação e iniciação sexual. Depois de vencidas essas três etapas o guerreiro regressava à Irlanda e era considerado invencível.
Segundo algumas fontes, Scâthach era filha do rei Scythia e foi mãe de dois filhos: Cet e Cuar.
Já outra fonte diz que foi mãe de três virgens: Lasair, Inghean Bhuidhe e Uathach.
Cuchulainn foi treinado por Scâthach durante um ano e um dia, período em que teve por amante sua filha Uathach. Ele também teve um filho com Aife, irmã de Scâthach, chamado de  "o infortunado Conlai", que mais tarde é morto por Cuchulainn, já que quando o jovem vindo da Ilha das Sombras para visitar Ulster, não se reconheceram e o enfrentamento foi inevitável.
Desgraçadamente, o anel de ouro que carregava Conlai o identificou, mas já era tarde demais.
Foi também Scâthach que deu a Cuchulainn o "Gae Bolg", sua lança (ou espada em algumas versões).


MULHERES CELTAS


Um exército inteiro de romanos, era incapaz de deter um punhado de galeses, quando esses pedissem ajuda a suas mulheres. Elas surgiam convertidas em verdadeiras "fúrias": inchando o peito, relinchando como cavalos selvagens e rangendo os dentes, se atiravam sobre os  adversários dando patadas, mordidas e praticando ações tão fulminantes, que todos diziam que elas se convertiam em verdadeiras catapultas. Eram umas lobas que, à céu aberto lutavam raivosamente para proteger sua tribo.
O conceito celta da mulher se diferenciava do que tiveram os gregos e romanos. As funções que desempenhava rompiam padrões, causando impacto e assombro entre os escritores, ou historiadores
contemporâneos dos celtas, que deixaram suas impressões escritas. A impressão geral que se obteve da mulher celta de antigamente, foi que ocupou um privilegiado lugar, se compararmos com outras mulheres de outras sociedades da época em que viveu. Sua importante função se  desenvolveu em "pé de igualdade" com os homens, tanto de direito, quanto de dever.
As mulheres celtas foram tão boas guerreiras quanto os homens, muito temidas por sua valentia e força, pois não eram vencidas fisicamente com facilidade. Elas sempre os precediam nas lutas, muitas vezes, surgiam nos campos de batalha como verdadeiras feras, que nuas, gritavam, uivavam, insultavam o inimigo com palavras, empunhando lanças e imitando a Deusa Guerreira "Morrigan". Se fosse preciso, mostravam suas nádegas como uma ato de desrespeito ao inimigo, ao puro estilo celta.
A mulher da Velha Irlanda, único lugar que nunca foi visitado pelas legiões romanas, manteve sua independência até o século XII e uns três séculos mais, estava ainda, quase em plano de igualdade com o homem. Ela não foi derrotada em luta pelos romanos, mas sim pelo cristianismo.
Podemos dizer, que a mulher celta foi a grande precursora do feminismo moderno.
Antigas lendas falam de mulheres sábias, médicas, legisladoras, druidesas, poetisas, indicando que as mulheres ocuparam essas posições dentro da sociedade. Tampouco eram excluídas do  privilégio da educação, pois existem numerosos registros a respeito. Também houve mulheres que  governaram e esposas de governantes muito populares, assim como também guerreiras. Podiam ainda, ostentar o mando militar, como foi a caso de Boudicca, a Rainha e Capitã da tribo dos Iceni britânicos, cujas ações bélicas foram consideradas as mais sangrentas realizadas pelos celtas.
Uma mulher divorciada retinha suas propriedades, mais o dote, o qual, no sistema legal Brehon, era requerido tanto do marido como da mulher (consistia usualmente em bois, cavalos, escudo, lanças e espadas). A esposa também podia exigir de um terço à metade da riqueza do marido. O sexo não era encarado em rígidos termos moralistas: uma mulher não era "culpada" de adultério  se tivesse relações extraconjugais; uma mulher podia escolher seu marido (a maioria dos povos dessa época, permitia unicamente que o homem escolhesse uma esposa); os casamentos tinham duração de um ano, quando podiam ser renovados se houvesse mútuo consentimento; a  homossexualidade masculina era comum e aceita, especialmente entre guerreiros.
Quanto as druidesas, embora muitos autores negam a sua existência é por não terem sido mencionadas por alguns historiadores da época como Júlio César, que nunca chegou até as ilhas, de onde provinham todos os relatos acerca das sacerdotisas. Entretanto, Pomponio Mela faz um relato sobre elas quando acompanhou Adriano até as ilhas britânicas: "havia na  alta Caledônia mulheres sacerdotisas chamadas Bandruidh que, igual aos druidas varões estão  divididas em três categorias..." e segue detalhando sobre o lugar que ocupavam na sociedade e as funções que exerciam.
As lendas nos narram episódios onde mulheres druidas eram relevantes na história, assim:  Gáine como uma chefe druida, Aoife ou Aife, irmã de Deusa Scâthach, que com sua varinha converte em cisnes os filhos de Lyr. A Biróg, outra druidesa, que ajudou Cian a conhecer Eithlinn, feito muito relevante na mitologia celta irlandesa, pois dele nasceria posteriormente Lugh.
Muito embora a mulher celta fosse uma guerreira, ela se preocupava com a aparência.
Trançava os cabelos, usava muitos adornos e até pequenos sinos em suas roupas para atrair a atenção do sexo oposto. Forte, mas feminina, pois sabia que era a única do gênero humano  que podia dar vida. Sem descendência, não haveria família, nem clã, nem tribo. Com escassa descendência, sua tribo se tornaria menos numerosa, possuindo menos recursos, menos mãos para o cultivo e para guerra.


ARQUÉTIPO DA JORNADA


Todos nós, homens e mulheres, estamos aqui, porque nos escolheram e nos convocaram para essa jornada heróica que chamamos de vida. E, ainda que, nossa vida esteja repleta de aventuras externas, o nosso principal objetivo é a transformação interna.
Todas as histórias de heróis e heroínas até podem nos inspirar, mas cabe a cada um de nós responder ao seu próprio chamado, ou seja, individualizar-se.
A nossa jornada da vida sempre será uma trama de um grande drama, onde sofreremos vitórias  e derrotas nas mãos de demônios e todos os dias uma nova convocação é refeita para combatê-los.
O arquétipo da jornada é a formalização da força vital, ou seja, a ativação e a canalização da  libido rumo a maior desenvolvimento. O maior risco que uma pessoa irá jamais encontrar é a sutil sedução do inconsciente, o anseio de permanecer no âmbito do que é conhecido e  confortável. Jung descreve da seguinte maneira essa pessoa:
-"Ele sempre imagina o pior à sua frente e, no entanto, o inimigo que carrega está dentro de si mesmo - no anseio letal pelo abismo, na ânsia de afogar-se na própria fonte......
A tendência regressiva tem sofrido a consistente oposição, desde o tempos mais primitivos, da parte dos maiores sistemas psico terapêuticos que conhecemos como as religiões.
Estas buscam criar uma dimensão consciente autônoma, levando a humanidade a desmamar e afastar-se do sono de sua puerilidade."
O "anseio letal pelo abismo" de que fala Jung, nada mais é do que a Letargia. O outro, chamado Medo, é natural ao humano frágil que trabalha tão arduamente para garantir uma parcela de segurança e no fim só encontra armadilha em que a força vital se torna estultificada. Portanto, todos nós, que aqui nos encontramos, estamos obrigados a sofrer, meditar e encarnar nossa experiência do ciclo do eterno retorno da Grande Mãe e, igualmente, a desembaraçar-nos da letargia e do medo, para assim nos tornarmos aquilo que a natureza tão misteriosamente nos oferece.


NEUTRALIZAÇÃO DE DANOS

Muitos ainda são os fanáticos que parecem obcecados com a injunção bíblica de que não se deve  "tolerar que uma Bruxa viva". Eu mesma, já enfrentei e enfrento preconceitos dentro de meu  ciclo de amizades, mas nós Bruxas temos o poder de neutralizar nossos inimigos de maneira de que eles não possam nos infligir danos. Se as outras religiões aprendessem, como nós, a combater o mal sem fazer o mal, o nosso mundo já estaria livre guerras, homens-bomba, armas nucleares e tanto derramamento de sangue.
Entrar em alfa visualizando um sete vermelho. Retenha-o por um momento e depois solte-o.
Visualize em seguida um seis laranja, depois: um cinco amarelo, um quatro verde, um três azul, um dois índigo e um um lilás.
A seguir, diga mentalmente, com toda a convicção: "Estou em alfa, e tudo o que fizer será correto e para o bem de todos. Assim é!"
Agora com o Terceiro Olho veja a pessoa ou situação que a está ameaçando e comece pintando  um enorme "X" branco sobre ela. Diga então: "Eu neutralizo isso", quando a pessoa e situação estiver totalmente coberta com o X.
Pedir sempre que essa projeção seja feita corretamente e para o bem de todos.

A Lei do Amor

Mensagem do Mestre Paulo, o Veneziano – canalizado por elisangelis em 14.2.11 (às 2h15)




Amados Filhos, saudações amorosas!
Eu sou Paulo, o Veneziano.
Queridos filhos, como lhes disse há pouco durante a meditação, é importante e necessário que as palavras que recitem em qualquer prece, oração, decreto, mantra, saiam de vossos corações!
A chama trina de cada um de vocês deve reluzir em seus corações, e como farão isso, vou lhes ensinar uma simples visualização:
Fechem os olhos, sentem-se confortavelmente e visualizem em vossos cardíacos as chamas dourada, rosa e azul celeste se expandindo até os céus inalcançáveis por vossos olhos da matéria...
Imaginem que esta chama alcança as esferas das oitavas de luz e que vocês estão sendo reabastecidos por essa energia intensa que os enche de calor, amor e alegria, agora.
Após esse exercício, voltem vagarosamente para seus estados de vigília, contando regressivamente de 10 até 1, e abram os olhos, sentir-se-ão mais leves e cheios de ânimo.
Amados filhos, àqueles que se propõe realizar o trabalho através do verbo para o próximo, deve, primeiro, fazê-lo para si, a fim de que interiorizem seu melhor sentimento e disposição para aí sim doarem-se em amor incondicional.
O amor incondicional é a prática da expansão da chama trina que por misericórdia alcança a todos em nossa volta, cuja energia por si só, tocam os demais, não necessitando sequer que o interlocutor esteja compreendendo integralmente o que é falado, bastando apenas estarem abertos pelo chakra cardíaco e assim receberão a energia do que estiverem conectados.
Amados filhos, Eu sou Maha Chohan do Raio Rosa, logo tenho por missão zelar pela expansão do uso da chama trina por todo o Planeta, afinal, também temos nossos deveres que o fazemos pelo mais PURO AMOR e se assim não for, tratem de si para só então cuidarem do próximo.
Logo, só damos àquilo que temos e não podemos oferecer algo que não esteja em nós.
Pensem nisso e cuidem de despertarem a chama trina que todos trazem consigo, pois não é privilégio de nenhum filho do Criador, cabendo apenas o esforço pessoal de cada um em perdoar constantemente tudo e a todos, e assim permitir que o AMOR INCONDICIONAL prevaleça sobre qualquer diferença que haja entre você e o próximo, bem como a si mesmo.
Amados filhos, sabem que a Lei do Amor é o que nos mantém conectados a todos vocês, a Terra, nosso local de trabalho é para nós e para toda a Hierarquia Celeste, principalmente a dos Mestres Ascensos, nossa menina dos olhos, eis que nos movemos em função de vocês, sempre respeitando a Lei do Livre Arbítrio, pois quando solicitam nosso auxílio, corremos em atendê-los, e disso, não tenham dúvida.
Portanto, usem e abusem de toda a Hierarquia que teremos o enorme prazer e satisfação em conduzi-los aos Reinos de Amor e Alegria, conforme o mérito e necessidade de cada um, pois também não podemos ignorar outras Leis Divinas que vigoram simultaneamente, a exemplo da Lei do Carma ou Lei de Ação e Reação, limitando nossas ações.
Porém, o que estiver dentro da Lei, ou seja, o que nos for permitido fazer em benefício de quem pede e de todos os Seres da Terra, faremos, sem polparmos esforços.
Invoquem-nos que enviaremos o auxílio permitido pelo Nosso Divino Pai Criador.
Amados irmãos, Eu, Paulo o Veneziano, os deixo em amor incondicional.
 
Fonte: A Grande Fraternidae Branca

Reflexão


Vivemos procurando razões e respostas para tudo.
Procuramos fé, procuramos a verdade, procuramos o conhecimento, procuramos evolução. Enfim, com toda a sapiência o homem procura decifrar muitos mistérios que o cercam.
Tudo à sua volta lhe interessa, desprezando muitas vezes o seu lado interior.
Desde a criação dos tempos, Deus colocou no interior do homem uma luz de brilho incessante e de harmonização intensa, fazendo dele uma usina de poderosa energia.
Todos nós possuímos uma luz própria, que ilumina o nosso caminho e o dos outros.
Fazer com que esta luz desperte os horizontes da felicidade é o maior desafio que encontramos todos os dias.
A partir de hoje, comece a olhar mais para o seu interior e viva intensamente a sabedoria de Deus, mostrando que você é uma pessoa iluminada e abençoada.
Aproveite este momento de reflexão e busque a iluminação.


Fonte: No Caminho da luz
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...